Menu
Busca segunda, 26 de fevereiro de 2024
(67) 99647-9098
Justiça

Moradora acusa síndico de dar golpe em condomínio e terá que pagar R$ 4 mil de multa

Em decisão inédita, ela terá que indenizar o administrador por ofender e alegar, sem apresentar provas, que ele "passava a perna" no residencial

04 dezembro 2023 - 17h11Brenda Assis     atualizado em 04/12/2023 às 17h35

O síndico profissional Altair Rodrigo da Cruz Borges Seidenfuss, ganhou na 10ª Vara do Juizado Especial Central da Comarca de Campo Grande, um processo de danos morais contra a moradora Daniele Silva Ferreira. Essa foi a primeira vez que um morador foi sentenciado a pagar multa a um síndico.

Nas conversas, usadas como provas por Altair Rodrigo, a autora chega a dizer que o homem, à época síndico do Condomínio Castelo Di Gibraltar, estava sendo investigado pela Polícia Civil. Ela menciona ainda um ‘esquema de propina’ dentro da Construtora MRV. “Sabendo Rodrigo que você pagar propina lá dentro MRV. Esquece a gente que ele é o Rodrigo foda que dar golpe em todos os condomínios da MRV [SIC]", diz algumas das mensagens.

A juíza que analisou o caso, Márcia da Conceição Ortiz, chegou a mencionar que dos trechos apresentados pelo profissional é “nítida a conduta ilícita por parte da Requerida em imputar ao Autor de "pagar" para eleição ou de "propina", "passar a perna", "dar golpe", "esquema", de "estragar sonho" e "deixar condomínio dívidas", infringindo, portanto, sua imagem”.

No processo chega a ser citado a reprovação de outros condôminos sobre os ataques que estavam acontecendo. “Gente isso é feio, cuidado calúnia e difamação é crime Acusar sem provas é crime também. Isso não é pauta".

Em uma decisão inédita, foi então deferido que Daniele terá que pagar uma indenização de R$ 4 mil por danos morais. Além disso, cada vez que ela fazer menção ao nome de Rodrigo de forma ofensiva, por meio público ou privado, terá que pagar uma multa de e R$ 100,00 a cada descumprimento.

Condomínio problema – Em 2023, o JD1 fez uma série de matérias sobre as acusações feitas por diversos moradores em que eles alegavam sobre um suposto "desvio" de dinheiro. 

Durante os acontecimentos, moradores chegaram a fazer panelaço, onde eles pediam a renúncia do cargo. Por conta da pressão, Rodrigo apresentou a sua renúncia tempos depois.

Os moradores também alegavam que síndico teria um descaso com a manutenção dos referidos espaços.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Riedel sanciona lei que assegura matrícula de irmãos na mesma escola em MS
Justiça
Justiça mantém preso homem que cometeu duplo homicídio por ciúmes em Campo Grande
Justiça
STF irá julgar na terça-feira recursos de anulação de provas da Odebrecht
Justiça
STF forma maioria e condena mais 15 pelos ataques do 8 de janeiro
Justiça
STJ nega recurso e autoriza despejo da Livraria Cultura
Justiça
Condenados por matar jovem em lava a jato continuam 'soltos' em Campo Grande
Justiça
Dívida de R$ 50 mil com a União pode bloquear bens de ex-candidato e empresário de MS
Justiça
"Jamilzinho" recorre ao STJ para evitar júri no caso Playboy da Mansão
Justiça
Justiça mantém prisão de acusado pelo assassinato da professora Márcia Ortiz na Capital
Justiça
STJ suspende decisão do TJMS e prefeitura deve rever contrato com Consórcio Guaicurus

Mais Lidas

Polícia
AGORA: Casal morre após carro bater em carreta na BR-163, em Campo Grande
Polícia
Corpo é encontrado em pesqueiro no Jardim Pênfigo
Polícia
Cantor apanha após dançar com mulher durante baile em chácara do Bonança
Polícia
Cadeirante é encontrado morto em avançado estado de decomposição