Menu
Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2024
Secovi
Justiça

Comissão de Anistia julgará crimes contra os indígenas na ditadura

Indígena da etnia pankararu atuará como conselheira

27 fevereiro 2023 - 14h32Pedro Molina

A Comissão da Anistia nomeou, pela primeira vez desde a redemocratização do país, uma conselheira indígena para auxiliar a discussão, avaliação e julgamento dos casos de perseguição aos povos indígenas durante a ditadura militar.

Além da indicação inédita da advogada Maíra de Oliveira Carneiro, indígena da etnia pankararu, o colegiado contará, pela primeira vez, com uma mulher na presidência, a advogada Eneá Stutz. Além disso, um civil representará o Ministério da Defesa, o advogado da União Rafaelo Abritta.

À coluna Blog do Noblat, do Metrópoles, Eneá Stutz explicou que a integração de uma indígena na comissão fará diferença e trará justiça.

“Sempre tivemos uma certa dificuldade com essa temática porque nunca tivemos indígenas na comissão. Sempre a perspectiva dos brancos. E, veja, a Comissão Nacional da Verdade (CNV) chegou ao número de 8 mil indígenas assassinados e a referência que temos é de que, até hoje, são 434 os mortos e desaparecidos pela ditadura. É um absurdo nuca termos conseguido dar voz a esses povos, o que esperamos alcançar agora, com uma conselheira indígena na comissão”, explicou.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corregedoria deve verificar in loco o funcionamento do TJMS
Justiça
Juiz do Amapá é investigado e afastado cautelarmente por ligações com facções
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Justiça
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Imagem: Arquivo/
Justiça
PGE recorre para manter acordo de desmatamento no Parque dos Poderes
Sede do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul - TCE/MS
Justiça
TCE-MS orienta gestores sobre condutas vedadas em ano eleitoral
Silas e Aysla foram mortos por engano
Geral
Justiça aceita denúncia e torna réus acusados de morte de adolescentes na Capital
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
Política
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Justiça
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Dos R$ 6 milhões desviados, Gaeco recuperou R$ 800 mil até as primeiras horas da investigação
Justiça
Para 'desbaratar' grupo de Cezário, Gaeco fez monitoramento em campo
Silas e Aysla foram mortos por engano
Polícia
Grupo que matou adolescentes por engano são isolados na Gameleira
Treta no estabelecimento terminou com um homem ferido e um PM preso
Justiça
PM pede absolvição após ferir homem em confusão de bar na Capital

Mais Lidas

Amalha era corretora de imóveis
Polícia
Mulher encontrada morta no Porto Seco era corretora de imóveis
Frio em Mato Grosso do Sul
Clima
Mínima de 7°C: MS pode registrar 'o dia mais frio do ano' nos próximos dias
Carro da corretora é encontrado no Indubrasil
Polícia
JD1TV AGORA: Carro de corretora morta é encontrado no Indubrasil
Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora assassinada iria encontrar 'ex-paquera' para cobrar dívida de R$ 20 mil