Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Governo - Festival America do Sul
Justiça

Depois de ofender Reinaldo, internauta é condenado

O responsável pela página “MS Sem Corrupção” terá que pagar multa de R$ 5 mil

17 maio 2019 - 12h17Joilson Francelino

O juiz José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) condenou Everton Albertoni Oliveira, a pagar multa de R$ 5 mil por ofender o então candidato a governador, Reinaldo Azambuja, através da página “MS Sem Corrupção”, no Facebook.

De acordo com os autos, o condenado usou o número do telefone de um idoso para criar a página – o homem não tinha mais acesso ao número. Em sua defesa, Everton alegou que “não teve participação em conduta tida como crime”, embora tenha utilizado a linha telefônica, sem permissão.

Entre os conteúdos, o responsável pela página veiculou uma postagem onde chamava Reinaldo de "ladrão". A página foi retirada do ar durante a campanha, por liminar. Na decisão publicada no Diário da Justiça Eleitoral, o magistrado considerou que Everton “claramente extrapolou para o campo da ofensa a honra do então candidato”. Além da multa, o juiz encaminhou os autos á 1ª instância, para apurar crime contra a hora de Reinaldo.

Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Denúncias anônimas podem estabelecer procedimentos administrativos no MP
Justiça
STF suspende uso da Taxa Referencial
Justiça
STJ confirma decisão do TJ-MS, em ação de 39 anos
Justiça
Desembargador Ruy Celso mantém milicianos presos
Justiça
Crianças terão espaço especial para testemunhar em tribunais
Justiça
Slimes com bórax é proibido no MS
Justiça
Defesa quer que Name Filho volte para a capital
Justiça
MPMS denuncia suspeitos de assassinar servidora com barra de ferro
Justiça
Em nota, Odilon diz que TRF-3 está “apenas verificando a regularidade”
Justiça
CCJ aprova PEC que torna feminicídio crime imprescritível

Mais Lidas

Polícia
Corpo cheio de fezes é encontrado em casa abandonada
Polícia
Capataz mata gerente durante briga em fazenda
Justiça
Denúncias anônimas podem estabelecer procedimentos administrativos no MP
Brasil
Doença de filho de Leonardo é incurável e causa dores intensas