Menu
Busca sexta, 03 de fevereiro de 2023
(67) 99647-9098
Justiça

Desembargador suspende compra bilionária de tanques pelo Exército

Magistrado diz que compra não faz sentido durante "tempos de paz"

05 dezembro 2022 - 14h41Pedro Molina

O desembargador federal Wilson Alves de Souza, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), decidiu suspender, em caráter provisório, a compra de 98 blindados italianos pelo Exército Brasileiro.

Na decisão, o magistrado destaca que não existe nenhuma necessidade de o Brasil comprar equipamentos bélicos, dado o momento em que o país se encontra.

"Ao que consta a todos, a única guerra que se está a enfrentar nesse momento é a travada contra a Covid-19, que permanece e recrudesce no atual momento – e isso também é fato público e notório, a exigir mais investimentos em lugar de cortes, exatamente na área da saúde", explicou.

O desembargador também destacou a “evidente a falta de razoabilidade, desvio de finalidade, ilegalidade e até mesmo de elementar bom senso” pela realização da compra de armas “em tempo de paz”, principalmente "em meio a cortes bilionários no orçamento público que totalizam R$ 5,7 bilhões, dos quais metade têm origem de cortes oriundos da Educação (R$ 1,435 bilhão) e Saúde (R$ 1,396 bilhão)".

O valor da compra dos veículos foi de cerca de 900 milhões de euros, que segundo o Exército, sairá cerca de R$ 3,3 bilhões, mas a ação aponta que o gasto pode ser de até R$ 5 bilhões.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Gov Dengue - Jan23 Square

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Telegram paga multa de R$ 1,2 milhão ao STF
Justiça
Câmara convoca candidatos de concurso público
Justiça
JD1TV: Sérgio Martins assume TJ e chama pai à mesa
Justiça
TCU pede informações para investigar causas da crise dos Yanomami
Justiça
Justiça acata pedido e provas de investigação das Americanas se tornam sigilosas
Justiça
Justiça determina leilão de minério extraído ilegalmente em terras Yanomami
Justiça
Trio de advogados pede prisão preventiva da suspeita de matar gato a tijoladas
Justiça
MPF vai instaurar inquérito para apurar omissão na crise Yanomami
Justiça
PGR denuncia mais 225 por atos terroristas em Brasília
Justiça
Justiça bloqueia os bens de mais 40 envolvidos nos atos de 8 de janeiro

Mais Lidas

Cidade
'Sorrisão doce e largo', amigas lamentam morte de Ana Karolina em acidente
Polícia
JD1TV: Recém-nascido é abandonado em caixa no Aero Rancho
Polícia
Motociclista colide em carreta e morre em Campo Grande
Polícia
"Heroizinho", bombeiros se comovem em resgate de recém-nascido