Menu
Menu
Busca segunda, 27 de maio de 2024
Secovi
Justiça

Homem que atirou e matou dois em Campo Grande vai a júri nesta quarta

Joe Magnum Arce de Souza será julgado por duplo homicídio; foram vítimas Luiz da Conceição Tierre e Adriano Medeiros Pereira na Avenida das Bandeiras em 2022

15 maio 2024 - 06h50Vinícius Santos

Nesta quarta-feira (15), Joe Magnum Arce de Souza, de 36 anos, será julgado pelo Tribunal do Júri por duplo homicídio duplamente qualificado. Ele é acusado de matar a tiros, Luiz da Conceição Tierre, de 36 anos, em um crime gravado por câmeras na Avenida das Bandeiras, no bairro Vila Carvalho, em Campo Grande, por volta das 6h30 da manhã de uma sexta-feira (27 de maio de 2022).

Além disso, Joe Magnum também atingiu por erro Adriano Medeiros Pereira com disparos de arma de fogo, causando-lhe a morte. Conforme os autos, Adriano estava transitando em via pública, pilotando uma motocicleta, quando foi atingido por tiros.

O motivo do crime, segundo a sentença de pronúncia, seria o ciúme do réu em relação ao suposto relacionamento amoroso entre a vítima Luiz da Conceição Tierre e Nayara Aparecida Garcia da Silva, ex-convivente de Joe Magnum. Nayara chegou a ser denunciada pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS), mas foi absolvida.

Recurso - Joe Magnum interpôs recurso no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) contra a sentença de pronúncia do Juiz de Direito da 2ª Vara do Tribunal do Júri, solicitando a reforma da sentença para ser retirada a qualificadora do motivo torpe. Ele alegou que "não há prova judicializada que subsidie a ocorrência da motivação torpe, visto que a dinâmica narrada na sentença de pronúncia não guarda correlação aos fatos esclarecidos em juízo, senão em elementos indiretos ou incompatíveis com os requisitos da qualificadora". No entanto, a 2ª Câmara Criminal do TJMS negou o recurso e manteve a decisão que o mandou ao júri popular sem alterações.

O julgamento começará às 8 horas da manhã e será presidido pelo juiz Aluizio Pereira dos Santos. Joe Magnum está preso desde o dia 28 de junho de 2022.

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fachada da Câmara Municipal de Campo Grande -
Justiça
Embate por vaga de Claudinho Serra vai parar no TJMS
STF prorroga cotas raciais em concursos até Congresso votar nova lei
Justiça
STF prorroga cotas raciais em concursos até Congresso votar nova lei
Marcinho VP, líder máximo do CV, em foto de 2017 /
Justiça
STF mantém punição a líder de facção preso em Campo Grande
Imagem: Arquivo/
Justiça
Justiça mantém anulação de acordo de desmatamento no Parque dos Poderes
Domingos Brazão é acusado de ser um dos possíveis mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco
Polícia
Domingos Brazão tinha HD com informações de delações contra ele, diz PF
Supremo Tribunal Federal
Justiça
STF analisa transparência na intervenção federal no Rio em 2018
Corregedoria deve verificar in loco o funcionamento do TJMS
Justiça
Juiz do Amapá é investigado e afastado cautelarmente por ligações com facções
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Justiça
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Imagem: Arquivo/
Justiça
PGE recorre para manter acordo de desmatamento no Parque dos Poderes
Sede do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul - TCE/MS
Justiça
TCE-MS orienta gestores sobre condutas vedadas em ano eleitoral

Mais Lidas

Presídio de Segurança Máxima, em Campo Grande
Polícia
Mulher é detida após tentar entregar celular para irmão no Presídio da Máxima
'É grosso?' Ney Matogrosso posta nudes nas redes sociais
Brasil
'É grosso?' Ney Matogrosso posta nudes nas redes sociais
Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora foi morta a pauladas por 'amigo' após não entrar em esquema de golpe
Folga menstrual
Comportamento
AGEMS institui folga menstrual que será projeto piloto no governo estadual