Menu
Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2024
TJMS Maio24
Justiça

Juiz decreta prisão de membros da ONG Mohrar por desvio milionário em Campo Grande

Caso envolve Rodrigo da Silva Lopes e Alana Valéria da Silva; eles são acusados de desviar R$ 2,7 milhões da Prefeitura da Capital

14 maio 2024 - 08h00Vinícius Santos     atualizado em 14/05/2024 às 08h00

A 2ª Vara Criminal de Campo Grande, através do juiz Eduardo Eugênio Siravegna Júnior, decretou a prisão de dois dos três integrantes da ONG Mohrar, acusados de desviar R$ 2,7 milhões da Prefeitura Municipal de Campo Grande. O convênio firmado com o município previa a construção de 300 unidades habitacionais, mas apenas 42 casas foram entregues, em condições precárias e inabitáveis, algumas até com risco de desabamento, no loteamento Vespasiano Martin, segundo a denúncia do Ministério Público do Mato Grosso do Sul (MPMS).

A prisão preventiva de Rodrigo da Silva Lopes e Alana Valéria da Silva foi decretada pelo juiz, que considerou que "os crimes atribuídos aos representados foram praticados com grande prejuízo ao erário". Eles respondem por peculato nos termos do Código Penal. O juiz citou na decisão de prisão que Rodrigo da Silva Lopes pode ser condenado a penas privativas de liberdade máximas somadas que podem ultrapassar 28 (vinte e oito) anos de prisão. Já Alana Valéria da Silva pode ser condenada a penas privativas de liberdade máximas somadas que podem ultrapassar 22 (vinte e dois) anos de prisão.

O pedido de prisão deferido pelo juiz partiu do MPMS, que os acusa de "usar caminhos tumultuosos para obstruir a instrução criminal e a aplicação da lei penal". O julgamento do caso em si, envolvendo também Valdir Rodrigues da Silva, será realizado no dia 6 de fevereiro de 2025.

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Urna eleitoral eletrônica
Justiça
Concluído: testes em urnas eletrônicas reiteram que sistema de votação é seguro
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Cristiano Zanin
Justiça
Zanin suspende por 60 dias decisão de reoneração da folha de pagamentos
Prédio do Fórum de Campo Grande passa por reformas e contará com novo monumento
Justiça
Concurso escolherá monumento do Fórum da Capital
STF; justiça
Justiça
STF julga assédio judicial contra jornalistas
STJ decide que demora em fila de banco não gera dano moral presumido
Justiça
STJ decide que demora em fila de banco não gera dano moral presumido
Imagem: Arquivo/
Justiça
MPMS se posiciona contra anulação de acordo para desmatamento no Parque dos Poderes
Tiago Vargas e Lívio Viana Leite -
Justiça
Tiago Vargas é condenado por coação contra médico da Ageprev
TSE começa a julgar recursos para cassação de Moro
Justiça
TSE começa a julgar recursos para cassação de Moro
Treta no estabelecimento terminou com um homem ferido e um PM preso
Justiça
PM que atirou em homem em bar na Capital tem acusação 'aliviada' pelo MPMS
A condenação se deu por lesão corporal leve e injúria estando em serviço
Justiça
Juiz manda prender homem acusado de matar mulher queimada em MS

Mais Lidas

Conhecido como 'Fumaça', Ricardo Vera, era muito conhecido no mundo do crime
Polícia
Corpo encontrado com pés e mãos amarradas e amordaçado é identificado
Área externa do Pires ficou completamente destruída
Cidade
JD1TV: Incêndio destrói parte de supermercado no São Jorge da Lagoa
Estreia nesta sexta-feira o documentário, 'Omertà, Caso Matheus'
Geral
Estreia nesta sexta-feira o documentário, 'Omertà, Caso Matheus'
Recurso financeiro "deixou de ser problema", diz Puccinelli sobre campanha
Política
Recurso financeiro "deixou de ser problema", diz Puccinelli sobre campanha