Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Justiça

Justiça absolve Nelsinho no caso Omep - Seleta

O senador era acusado de improbidade administrativa

14 maio 2019 - 18h34Joilson Francelino, com informações da assessoria

A 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) absolveu o senador Nelsinho Trad das acusações de improbidade administrativa por supostas irregularidades em convênios com a Organização Mundial para Educação Pré-Escolar (Omep) e Sociedade Criativa e Humanitária (Seleta), quando era prefeito da capital.

O advogado de defesa de Nelsinho, Edson Kohl Júnior explica que, nos autos, demonstrou que o prazo para cumprimento do acordo firmado com o Ministério Público acabaria no decorrer das futuras gestões e, o que cabia ao então prefeito, foi efetivamente cumprido. “Comprovamos que, à época de sua gestão, não foi praticada qualquer irregularidade nos convênios firmados com as entidades”, disse.

No julgamento realizado pela 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, somente o desembargador Paulo Alberto de Oliveira votou pelo prosseguimento da ação. Em seu voto, porém, elogiou o trabalho da defesa e afirmou que só votaria pela continuidade da ação para ser coerente com suas próprias decisões tomadas em outros casos.

Os demais desembargadores, que julgaram procedentes os pedidos do ex-prefeito, reconheceram a veracidade dos argumentos da defesa, impedindo o recebimento da denúncia contra o atual senador.

A ação que corria contra Nelson Trad Filho, Alcides Bernal e Gilmar Olarte, prosseguirá somente contra os dois último gestores para averiguar a existência de irregularidades na execução dos convênios firmados.

A redação tentou contato com o senador, mas até o fechamento desta reportagem, não obteve retorno.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Reinaldo interpela o deputado Contar
Justiça
Veja a lista de escolas que terão desconto de até 25% nas mensalidades
Justiça
Justiça afasta adolescente de casa por abusar da irmã de 7 anos
Justiça
Farmácia terá que pagar R$ 20 mil à mulher que foi aliciada em atendimento
Justiça
Justiça: Uniderp demora a entregar diploma e pagará R$ 8 mil a estudante
Justiça
TCU determina devolução de auxílio recebido por militares
Justiça
Vídeo - Com filho nos braços, Karinne chora ao relembrar de assassinato do marido
Justiça
Justiça - Empresa de formatura terá que indenizar acadêmica coagida
Justiça
Governo apura se 189.695 mil militares receberam auxílio emergencial
Justiça
MPF quer tirar do ar vídeo do Pastor Valdemiro vendendo “cura” para Coronavírus

Mais Lidas

Polícia
Passageira trans diz ter sido puxada pelos cabelos e chama motorista de covarde
Polícia
Homem é preso com quase 400 kg de maconha que iriam para São Paulo
Polícia
Assessor de Trump diz que EUA devem barrar voos do Brasil
Saúde
Secretário de vigilância pede demissão do Ministério da Saúde