Menu
Busca sábado, 29 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Justiça

Justiça determina que ex-secretário de Délia retorne à prisão

TJ cassou a liminar que concedida liberdade a João Fava

15 janeiro 2019 - 08h59Da Redação com Assessoria

O ex-secretário municipal de fazenda de Dourados, João Fava Neto, terá que voltar à prisão. Nesta segunda-feira (14), o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) revogou a liminar concedida no fim do ano passado e expediu mandato de prisão, que deve ser cumprido nas primeiras horas desta terça-feira. Desde que foi libertado, Fava tem permanecido em sua residência.

Fava Neto foi detido no dia 31 de outubro do ano passado, durante a Operação Pregão, que cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão em Dourados e Campo Grande, todos expedidos pelos Juízes de Direito Luiz Alberto de Moura Filho e César de Souza Lima, da 1ª Vara Criminal de Dourados. Ele ficou preso em Campo Grande até o dia 24 de dezembro. A defesa do ex-secretário conseguiu o habeas corpus durante o plantão judiciário.

Agora, o desembargador-relator Luiz Gonzaga Mendes Marques entendeu que permanecem presentes os requisitos para prisão cautelar, como a garantia da ordem pública, da ordem econômica e assegurar a aplicação da lei penal. Assim, revogou a liminar concedida para “o fim de restabelecer a prisão preventiva” do acusado.

Pregão

As investigações tiveram por objetivo esclarecer a atuação de uma suposta organização criminosa composta por agentes públicos, políticos e empresários, visando a prática de diversos crimes incluindo fraude em licitação, dispensa indevida de licitação, falsificação de documentos, advocacia administrativa, além do crime contra a ordem financeira, notadamente em razão de fraudes em licitações e contratos públicos, praticados, em tese, durante a atual gestão municipal.

Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Desembargador prevê ''caos'' se ação do Novo for aprovada
Justiça
TJ-MS condena rapaz a 27 anos por morte e estupro em Unei
Justiça
Assassino de florista saiu da Santa Casa direto para a cadeia
Justiça
TJ-MS inocenta juiz Paulo Afonso
Justiça
Coffee Break coletará depoimentos de André, Olarte e vereadores
Justiça
Autor de atentado contra Bolsonaro poderá deixar presídio da capital
Justiça
TJ nega indenização a operadora de aeroporto
Justiça
Vítima de atentado hoje, Trutis tem trajetória de encrencas
Justiça
Testemunhas de ação trabalhista são presas após mentir em juízo
Justiça
Justiça nega indenização de mais de R$ 500 mil por suicídio de detento

Mais Lidas

Geral
Acesso ao Informe de Rendimentos já está disponível
Geral
Ibama descobre óleo próximo a navio encalhado no Maranhão
Saúde
OMS eleva grau de contaminação do coronavírus para "muito alto"
Justiça
Desembargador prevê ''caos'' se ação do Novo for aprovada