Menu
Busca terça, 23 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Justiça

Justiça nega redução de pena a jovem que roubou celular

Wedson foi condenado a pouco mais de seis anos de prisão pelo crime

02 abril 2019 - 15h36Da redação com informações da assessoria

Condenado por roubar, à mão armada, o celular de uma mulher em 2015, Wedson Pereira Artigas, 21 anos, teve o pedido de redução de pena negado pelos desembargadores da 2ª Câmara Criminal de Campo Grande.

Conforme o processo, Wedson e um adolescente de 16 anos foram detidos em flagrante durante patrulhamento de rotina da Guarda Civil Municipal. Os guardas abordaram os dois na motocicleta, conduzida pelo menor, e perceberam o nervosismo de ambos. Em determinado momento, o celular, que estava com um deles, tocou e, ao atender, os guardas foram surpreendidos, pois era a dona do aparelho, que informou que o celular acabara de ser roubado pelos dois.

O juízo de primeiro grau condenou Wedson a seis anos, dois meses e 20 dias de reclusão e pagamento de 13 dias-multa pela prática dos delitos previstos no art. 157 (roubo circunstanciado mediante concurso de pessoas) e art. 224-B (corrupção de menores). No recurso, a defesa do jovem pediu a redução da pena sob o argumento do reconhecimento das atenuantes da menoridade relativa e confissão espontânea, além de pedir o redimensionamento da pena de multa.

O relator do processo, desembargador Ruy Celso Barbosa Florence, entendeu que não há ensejo para reduzir a pena intermediária do acusado abaixo do mínimo legal abstrato, porque a hipótese resultaria em pena insuficiente para a reprovação e prevenção do delito no caso concreto.

Em seu voto, o desembargador afirmou que existe forte corrente jurisprudencial em sentido oposto e citou a Súmula 231 do STJ, que não convém ser contrariada na espécie, já que serviria tão somente para gerar expectativas efêmeras de reforma. “Ante o exposto, com o parecer, nego provimento à apelação interposta por Wedson, mantendo-se integralmente a decisão impugnada”, decidiu.

1/4 colchões

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Suspeito de matar pastor, filho biológico de Flordelis dispensa advogados
Justiça
PF prende quatro pessoas suspeitas de invadir celular de Sergio Moro
Justiça
Número de cadastrados em sistema biométrico chega a 69%
Justiça
Jovem é estuprada após festa e descobre crime por vídeo na internet
Justiça
Por unanimidade, Soraya perde ação na Justiça para suplente
Justiça
“Não deu tempo de prepará-lo para isso”, diz avó de Bruninho
Justiça
"Decisão sobre dados do COAF não impede investigações", diz Toffoli
Justiça
Rigo entra com recurso baseado em decisão de Toffoli
Justiça
Após atacar bar no Facebook, críticos terão que pagar indenização
Justiça
TJ derruba liminar e mantém oito horas

Mais Lidas

Justiça
Por unanimidade, Soraya perde ação na Justiça para suplente
Economia
Abono salarial começa a ser pago na quinta-feira; confira calendário
Geral
Homem chega ao sítio do pai e comete suicídio
Polícia
Pai arrecada R$ 1 mi para tratamento do filho e foge com valor