Menu
Menu
Busca quarta, 24 de abril de 2024
Justiça

MP contesta decisão do TJ, que aponta "provas frágeis" em caso Solurb

Justiça e procuradora tem visão opostas e novo recurso foi juntado ao processo

02 abril 2024 - 09h40Vinícius Santos     atualizado em 02/04/2024 às 11h07

A Procuradora de Justiça do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS), Ariadne Cantú, criticou duramente o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) e apresentou um recurso contra a decisão colegiada do tribunal que inocentou a empresa Solurb, o empresário João Amorim, o senador Nelsinho Trad (PSD) e a ex-deputada estadual Antonieta Amorim (MDB).

Segundo a petição recursal apresentada pela procuradora, os desembargadores do TJMS agiram ao "arrepio da ORDEM DO STJ", dada pelo Ministro Sérgio Kukina, o que causou considerável insegurança jurídica na sociedade sul-mato-grossense. A procuradora alega que os recursos apresentados ao TJMS não deveriam ser julgados por determinação do STJ, mas ainda assim foram feitos pelo TJMS.

O acórdão do julgamento pela 5ª Câmara Cível do TJMS, que inocentou os envolvidos, foi proferido em total contrariedade aos princípios e normas processuais que regem a matéria, destaca a procuradora. O MPMS afirma que os dispositivos de leis federais e constitucionais citados não foram devidamente apreciados pelo Tribunal de Justiça, fazendo-se necessário os presentes declaratórios para sanar o vício.

O recurso que pode anular o acórdão que inocentou os envolvidos está sob relatoria do Desembargador Vilson Bertelli. A 5ª Câmara Cível do TJMS é formada pelos desembargadores Vilson Bertelli, Geraldo de Almeida Santiago, Alexandre Lima Raslan (Presidente), Jaceguara Dantas da Silva e Luiz Antonio Cavassa de Almeida.

Investigação no CNJ - Um dos desembargadores da 5ª Câmara Cível do TJMS, Geraldo de Almeida Santiago, está sendo investigado no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a pedido do Banco do Brasil por desobedecer por várias vezes decisões do STJ quando era juiz da 5ª Vara Cível de Campo Grande. No CNJ, o relator do processo disciplinar administrativo, o conselheiro Giovanni Olsson, afirmou que nunca viu nada parecido antes e votou pela aplicação da pena máxima ao desembargador, a aposentadoria do cargo. O julgamento foi paralisado devido a pedido de vistas de outro conselheiro, Marcelo Terto.

Condenação - Os réus foram condenados inicialmente a ressarcir os danos materiais causados ao erário municipal, consistentes nos valores pagos pelo Município de Campo Grande pelo tratamento do chorume dos aterros DAB I e II desde a assinatura do contrato (25/10/2012) até a data em que foi feito o último pagamento a este título, pelo Município, na vigência do contrato, a serem corrigidos pelo IPCA e acrescidos dos juros legais (1% ao mês) a partir da sentença.

Eles também foram condenados, solidariamente, ao pagamento de danos morais coletivos arbitrados em R$ 80.000.000,00, a ser corrigido pelo IPCA e acrescido dos juros legais (1% ao mês) a partir da sentença, exceto em relação ao réu Lucas Potrich Dolzan, cujo valor foi arbitrado em R$ 800.000,00, a ser corrigido pelo IPCA e acrescido dos juros legais (1% ao mês) a partir da sentença.

Acórdão em Questão - Os desembargadores que elaboraram o acórdão destacaram a 'fragilidade' das provas apresentadas pela parte autora (MPMS) e afirmaram não visualizar indícios de fraude na contratação entre o Consórcio CG Solurb e o Município de Campo Grande. Segundo o acórdão, não há evidências de repasse indevido de dinheiro público, sobrepreço, pagamentos irregulares ou desvio de recursos públicos. Consequentemente, os réus foram inocentados com base na análise contratual e nas normas de licitação.

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fachada do TCE-MS
Interior
TCE 'barra' chamamento público de R$ 12 milhões para gerenciamento de saúde em Selvíria
Dinheiro apreendido na operação contra o grupo criminoso -
Interior
Ex-pregoeira presa em Sidrolândia alega ser mãe solteira e pede liberdade
"Playboy da Mansão" Marcel Costa Hernandes Colombo, 31 anos, foi assassinado com tiros de pistola 9mm
Justiça
Após derrotas recursais, 'Jamilzinho' vai a júri pela morte de 'Playboy da Mansão'
O corpo da vítima foi encontrado carbonizado, com algemas nas mãos e marcas de tiros -
Justiça
'Vitinho do Carandiru' é condenado a 10 anos de prisão por homicídio em Campo Grande
Deputada Carla Zambelli (PL)
Justiça
Zambelli é acusada pela PGR por "autoria intelectual" de ataque hacker
Lewandowski prorroga treinamento da Força Penal Nacional em Mossoró
Justiça
Lewandowski prorroga treinamento da Força Penal Nacional em Mossoró
MPMS investiga contrato milionário entre Prefeitura de Ladário e escritório de advocacia
Justiça
MPMS investiga contrato milionário entre Prefeitura de Ladário e escritório de advocacia
mpms compressed
Justiça
MP apura possível crime eleitoral na transferência de títulos de indígenas em Dourados
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Justiça
Portal da Transparência de Naviraí entra na mira do MPMS por irregularidades
Presidente do TRE-MS, Desembargador Paschoal Carmello Leandro -
Justiça
JD1TV: TRE faz campanha sobre regularização de títulos de eleitor

Mais Lidas

AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Polícia
AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Capitão Leonardo Mense partiu durante a noite de sábado (21)
Polícia
'Imenso legado': Capitão Mense é homenageado por autoridades e instituições de MS
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Justiça
MPMS investiga fraude em concurso da prefeitura de Sonora e recomenda suspensão
"Eu não tenho dúvida que o Beto Pereira terá capacidade, se eleito for, de fazer as grandes transformações e reformas que Campo Grande precisa", enfatiza ex-governador.
Política
JD1TV: Reinaldo diz que problemas locais "pesarão mais" que Bolsonaro