Menu
Menu
Busca terça, 28 de maio de 2024
Secovi
Justiça

MPF pede multa de R$ 2 milhões para Ratinho por fala sobre "metralhar" deputada

Apresentador teceu insultos contra a parlamentar após discordar com um projeto falsamente atribuído à ela

08 março 2023 - 16h12Pedro Molina     atualizado em 08/03/2023 às 16h14

O Ministério Público Federal (MPF) pediu uma indenização de R$ 2 milhões ao apresentador Ratinho por um episódio onde ele sugeriu “metralhar” a deputada federal Natália Bonavides (PT-RN) durante um programa na rádio Massa FM, em dezembro de 2021.

Na ação civil pública, o órgão pede, além da multa, a condenação de Ratinho e sua emissora por dano moral coletivo causado às mulheres que atuam ou pretendem atuar na política, além da veiculação de campanhas sobre os direitos das mulheres e combate à violência de gênero pelo período de, no mínimo, 1 ano.

O apresentador desferiu a fala durante o programa Turma do Ratinho, ao receber a informação falsa que a parlamentar seria a autora de um projeto para retirar as palavras “pai” e “mãe” das certidões de nascimento.

“Natália, você não tem o que fazer, não? Você não tem o que fazer, minha filha? Vá lavar roupa a caixa do teu marido, a cueca dele, porque isso é uma imbecilidade querer mudar esse tipo de coisa. Tinha que eliminar esses loucos. Não dá para pegar uma metralhadora, não?”, disse Ratinho na ocasião.

No entanto, o projeto da deputada propõe que as referências ao gênero dos casais em certidões de casamento fossem retiradas para evitar constrangimentos a pessoas da comunidade LGBTQIA+.

Natália comemorou em seu Twitter a ação do MPF, onde ela afirmou que “o ato violento que sofri não pode ficar impune e diz respeito a todas nós”, e ressaltou que “seguimos em luta pelos direitos das mulheres”.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prefeita de Jardim é condenada por conduta vedada, mas escapa da cassação
Justiça
Prefeita de Jardim é condenada por conduta vedada, mas escapa da cassação
Valor da tarifa de ônibus a R$1,75 vale apenas para usuários Smart Card/Cartão Cidadão
Justiça
Justiça manda começar perícia nas contas do Consórcio Guaicurus
Gabriela foi assassinada com vários disparos
Justiça
Prisão de homem acusado de auxiliar em feminicídio em Campo Grande é mantida
Defensoria garante passe livre a homem com problemas na visão em Campo Grande
Cidade
Defensoria garante passe livre a homem com problemas na visão em Campo Grande
Moraes determina que PF ouça delegado preso suspeito de planejar morte de Marielle
Justiça
Moraes determina que PF ouça delegado preso suspeito de planejar morte de Marielle
STF prorroga diretriz das cotas raciais em concursos públicos
Justiça
STF prorroga diretriz das cotas raciais em concursos públicos
Fachada da Câmara Municipal de Campo Grande -
Justiça
TJ manda empossar suplente filiado ao PSDB
Alexandre de Moraes
Brasil
Recursos de delações e condenações devem ser destinados pela União, diz STF
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Interior
Ação judicial obriga reforma em unidade de acolhimento de Paraíso das Águas
F
Justiça
MPMS abre procedimento para acompanhar eleições municipais de 2024

Mais Lidas

Waldeli dos Santos Rosa -
Política
Ex-prefeito é condenado por espalhar "Deep Fake" em Costa Rica
Vítima morreu ainda no local
Polícia
Homem é morto a tiros após jogar salgado em dono de lanchonete
Campo Grande amanhece encoberta de névoa
Clima
Campo Grande amanhece com neblina e frio ganha novo aliado nesta segunda
Delegadas Elaine Benicasa e Analu Lacerda deram detalhes sobre o crime de Amalha Mariano
Polícia
Nova versão: Caminhoneiro matou corretora após discussão em caso extraconjugal