Menu
Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2024
Secovi
Justiça

MPF pede que a união pague R$ 128 milhões pela morte de Genivaldo

Homem foi morto asfixiado dentro do porta-malas de viatura da PRF durante abordagem no ano passado

04 abril 2023 - 16h02Pedro Molina

O Ministério Público Federal (MPF) em Sergipe pediu, por meio de documento enviado à Justiça Federal, que a União seja multada em R$ 128 milhões em danos morais coletivos pela morte de Genivaldo Santos, ocorrida durante uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em maio do ano passado.

O pedido atende a um pedido feito pelas entidades Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes (Educafro) e o Centro Santos Dias de Direitos Humanos, que também sugeriu o valor.

Além disso, o MPF cobrou a instalação de câmeras nos uniformes e nos carros da PRF.

“Os autores narram de forma satisfatória os fatos, discorrem sobre os impactos/danos destes sobre a coletividade, atribuem tais fatos à conduta dos agentes públicos e invocam a responsabilidade objetiva da Administração Pública para reparar tais danos e, ademais, para evitar a sua repetição, dever do Estado Brasileiro assumido internamente na Constituição e normas infraconstitucionais e externamente em tratados internacionais”, diz trecho do documento.

O valor seria destinado a um fundo voltado para políticas sociais antirracistas.

Relembre o caso

No dia 25 de maio do ano passado, Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, morreu após ser colocado dentro do porta-malas de uma viatura da PRF, junto de uma bomba de gás lacrimogênio, durante uma abordagem na cidade Umbaúba, em Sergipe.

Genivaldo passou mal durante o deslocamento e foi levado para o Hospital José Nailson Moura, porém acabou morrendo asfixiado dentro do porta-malas da viatura.

O caso ganhou repercussão internacionalmente, com o escritório de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) na América do Sul cobrando uma investigação por parte das autoridades brasileiras.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Justiça
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Imagem: Arquivo/
Justiça
PGE recorre para manter acordo de desmatamento no Parque dos Poderes
Sede do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul - TCE/MS
Justiça
TCE-MS orienta gestores sobre condutas vedadas em ano eleitoral
Silas e Aysla foram mortos por engano
Geral
Justiça aceita denúncia e torna réus acusados de morte de adolescentes na Capital
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
Política
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Justiça
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Dos R$ 6 milhões desviados, Gaeco recuperou R$ 800 mil até as primeiras horas da investigação
Justiça
Para 'desbaratar' grupo de Cezário, Gaeco fez monitoramento em campo
Silas e Aysla foram mortos por engano
Polícia
Grupo que matou adolescentes por engano são isolados na Gameleira
Treta no estabelecimento terminou com um homem ferido e um PM preso
Justiça
PM pede absolvição após ferir homem em confusão de bar na Capital
Vereador Lívio Leite
Justiça
Gian Sandim pede que Justiça 'suste' posse de Dr. Lívio na Câmara de Campo Grande

Mais Lidas

Amalha era corretora de imóveis
Polícia
Mulher encontrada morta no Porto Seco era corretora de imóveis
Frio em Mato Grosso do Sul
Clima
Mínima de 7°C: MS pode registrar 'o dia mais frio do ano' nos próximos dias
Carro da corretora é encontrado no Indubrasil
Polícia
JD1TV AGORA: Carro de corretora morta é encontrado no Indubrasil
Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora assassinada iria encontrar 'ex-paquera' para cobrar dívida de R$ 20 mil