Menu
Busca domingo, 26 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Justiça

Odilon alegou aposentadoria para evitar investigação no TRF-3

Juiz aposentado é investigado por omissão diante de crime praticado por Jedeão

12 setembro 2019 - 13h27Joilson Francelino

O processo administrativo instaurado pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), contra o juiz aposentado, Odilon de Oliveira, tem por objetivo apurar possível omissão do magistrado diante da eliminação de provas de suposta corrupção praticada pelo ex-diretor da secretaria da 3ª Vara Federal de Campo Grande, Jedeão de Oliveira.

Na ação movida pelo TRF-3, o corregedor Regional da Justiça Federal da 3ª Região, desembargador Carlos Muta, sustenta que, a fragmentação de documentos feita por Jedeão antes do seu desligamento no órgão, não foi impedida por Odilon. Durante horas, Jedeão foi visto por servidores triturando documentos que seriam provas contra desvios de recursos dentro da unidade judiciária.

“A situação possui contornos de especial gravidade em tese, pois a imediata ação do titular permitiria, a princípio, coibir, interferir e interromper a atuação do estão diretor da secretaria, evitando a destruição de provas”, consta na ação.

Odilon tentou “escapar” do processo alegando, em sua defesa, que houve perda objeto da investigação disciplinar com sua aposentadoria, em 5 de setembro de 2017, sustentando que as penalidades aplicáveis à espécie – advertência ou suspensão – são ineficáveis ou ineficientes diante da aposentadoria.

Para o desembargador, ao tentar omitir o crime praticado por Jedeão, Odilon deixou de cumprir dois incisos do artigo 35, da Lei Orgânica da Magistratura Nacional (LOMAN), o I, [não exceder injustificadamente os prazos para sentenciar ou despachar] e Vll [exercer assídua fiscalização sobre os subordinados, especialmente no que se refere à cobrança de custas e emolumentos, embora não haja reclamação das partes].

O juiz aposentado não atendeu as ligações do JD1.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Internos farão manutenção de espaços públicos de Campo Grande
Justiça
STJ nega HC e Jamil segue preso em Mossoró
Justiça
Lei anticrime entra em vigor nesta quinta-feira
Justiça
MP acusa ex-presidente da Vale e outras 15 pessoas por 270 homicídios
Justiça
OAB quer esclarecimento do BNDES sobre auditoria de R$ 48 milhões
Justiça
Defesa diz que Valler não usou cocaína e que droga era de veterinária morta
Justiça
Em nota, MPF justifica mudança para Dourados, mas não responde sobre diárias
Justiça
Depois da “fuga” de Ponta Porã, MPF evita responder sobre diárias para idas à fronteira
Justiça
Brasil fecha fronteira com Paraguai após fuga de presos neste domingo
Justiça
Prazo de juiz de garantias pode mudar investigação de Flávio e Lula

Mais Lidas

Polícia
Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em terreno
Esportes
Internacional vence Grêmio nos pênaltis e ganha Copa São Paulo de Juniores
Geral
Bruno Covas recebe alta após 7ª sessão de quimioterapia
Polícia
Casal é preso com mais de R$ 400 mil em celulares e relógios