Menu
Menu
Busca quinta, 29 de fevereiro de 2024
Justiça

Por "inadequação", juiz rejeita ação popular contra protestos da Energisa

Reclamação de clientes devido ao registro do nome em cartórios por inadimplência foi indeferido

25 fevereiro 2022 - 12h14Sarah Chaves

Uma  ação popular ajuizada pelo deputado estadual João Henrique Catan (PL), contra os registros de protestos nos cadastros de inadimplentes da Energisa, Águas Guariroba foi indeferida na 1ª Vara  de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogênos de Campo Grande.

Na ação popular, o deputado alega que os registro de inadimplentes “não tem autorização legal das Agências Reguladoras, e não existe qualquer tipificação legal autorizando expressamente tal prática”.

“Desta forma, as concessionárias de serviços públicos praticam os atos e acabam violando a sua formalidade, sua legalidade e inexiste motivação legal”, alegou na ação popular.

No documento ele pede a concessão da tutela de urgência para a suspenção da eficácia do ato ilegal referente aos protestos realizados pela requerida Energisa,  Sanesul e Águas Guarirobas que se abstenham de realizar o protesto dos consumidores inadimplentes

Na decisão, o juiz Ariovaldo Nantes Corrêa homologou a desistência da ação em relação a Águas Guariroba, a Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL e Sanesul.

Já em relação a Energisa a decisão foi indeferida.”Haja vista a falta de interesse de agir pela inadequação da via eleita". alegou o juíz.

A inadequação da via eleita é quando interesse de agir está consubstanciado no fato de que a parte irá sofrer um prejuízo se não propor a demanda, e para que esse prejuízo não ocorra, necessita da intervenção do Judiciário como único remédio apto à solução do conflito.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Defensoria Pública da União nega integrar grupo para criar cadeia para indígenas em MS
Interior
Erosão ameaça moradias em Amambai e MPMS investiga prefeitura
Justiça
TJMS decide se "Xande" vai a júri por matar adolescente com três tiros em Campo Grande
Justiça
Transporte universitário em Nova Alvorada do Sul é alvo de investigação do MPMS
Justiça
Alexandre Nardoni irá para regime aberto após reduzir quase mil dias da pena
Polícia
Adepol rebate advogada em Caso Sophia
Justiça
TCE-MS condena ex-presidente da Câmara de Jaraguari
Interior
TCE-MS suspende licitação de R$ 2,5 milhões para transporte escolar em Mundo Novo
Política
TSE veta deep fake e amplia deveres das redes sociais nas eleições de 2024
Justiça
Assassino de Wesner é preso e começa a cumprir 12 anos de prisão na Capital

Mais Lidas

Vídeos
Vídeo: Travesti bate em jovem e tribunal a pune
Justiça
Ex-secretários de saúde de Glória de Dourados são condenados pelo TCE-MS
Polícia
Bêbadas, mulheres dizem ter sido abandonadas pela PM na BR-163 após suposta abordagem
Geral
Aposentado viaja de motor home com a esposa e já percorreu mais de 120 mil km