Menu
Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2024
Camara Maio24 - TV camara
Justiça

STF irá apurar se governo Bolsonaro mentiu sobre situação Yanomami

Em 2020, ministro Luís Roberto Barroso ordenou que fosse garantida a segurança alimentar e atenção à saúde dos povos indígenas

26 janeiro 2023 - 18h53Pedro Molina

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai apurar se houve descumprimento de decisões judiciais e possível prestação de informações falsas à Justiça por parte do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro em relação aos yanomami,

A informação foi divulgada pelo gabinete do ministro Luís Roberto Barroso, relator de uma ação que ordenou o governo Bolsonaro executar um plano de enfrentamento à Covid para povos indígenas em 2020,

O ministro cobrou que o governo federal garantisse a segurança alimentar e ampla atenção à saúde dos povos indígenas, a criação de barreiras sanitárias, prioridade na vacinação e um plano de expulsão de invasores da Terra Indígena Yanomami.

Segundo o STF, na época o governo Bolsonaro informou à corte que teria realizado ações de vigilância alimentar e nutricional e de saúde em geral, além de enfrentamento à malária junto aos indígenas yanomami e “diversos ciclos de ‘operações de repressão ao garimpo ilegal’”.

“O STF detectou descumprimento de determinações judiciais e indícios de prestação de informações falsas à Justiça, que serão apuradas. Em caso de identificação dos responsáveis, sofrerão o devido processo legal para punição”, disse a nota do gabinete do ministro.

A apuração será feita no âmbito da ação e buscará verificar quem foi responsável por prestar as informações ao tribunal e o motivo delas diferirem da realidade.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Domingos Brazão é acusado de ser um dos possíveis mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco
Polícia
Domingos Brazão tinha HD com informações de delações contra ele, diz PF
Supremo Tribunal Federal
Justiça
STF analisa transparência na intervenção federal no Rio em 2018
Corregedoria deve verificar in loco o funcionamento do TJMS
Justiça
Juiz do Amapá é investigado e afastado cautelarmente por ligações com facções
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Justiça
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Imagem: Arquivo/
Justiça
PGE recorre para manter acordo de desmatamento no Parque dos Poderes
Sede do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul - TCE/MS
Justiça
TCE-MS orienta gestores sobre condutas vedadas em ano eleitoral
Silas e Aysla foram mortos por engano
Geral
Justiça aceita denúncia e torna réus acusados de morte de adolescentes na Capital
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
Política
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Justiça
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Dos R$ 6 milhões desviados, Gaeco recuperou R$ 800 mil até as primeiras horas da investigação
Justiça
Para 'desbaratar' grupo de Cezário, Gaeco fez monitoramento em campo

Mais Lidas

Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora foi morta a pauladas por 'amigo' após não entrar em esquema de golpe
Carro da corretora é encontrado no Indubrasil
Polícia
JD1TV AGORA: Carro de corretora morta é encontrado no Indubrasil
Frio em Mato Grosso do Sul
Clima
Mínima de 7°C: MS pode registrar 'o dia mais frio do ano' nos próximos dias
JD1TV: Jovem é atingida por ácido durante ataque ao voltar da academia
Polícia
JD1TV: Jovem é atingida por ácido durante ataque ao voltar da academia