Menu
Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2024
Camara Maio24 - TV camara
Justiça

TCU ordena que governo deixe de veicular propagandas em sites com conteúdo ilegal

Peças publicitárias estão aparecendo em sites que divulgam fake news e resultados de jogo do bicho

24 novembro 2022 - 16h41Pedro Molina

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que o Ministério das Comunicações cancele a divulgação de campanhas publicitárias em sites que fazem a disseminação de notícias falsas, ou relacionadas a atividades ilegais.

Propagandas do governo federal estão sendo exibidas em sites infantis, de Fake News, de jogo do bicho, em canais do YouTube que promovem o presidente Jair Bolsonaro (PL), além de aparecerem até em páginas parcialmente em russo.

O TCU aponta para potencial danos à imagem do governo ao divulgar os seus anúncios em plataformas ligadas à disseminação de notícias falsas e em sites com relação a conteúdo ilegal.

O ministro Vital do Rêgo destacou que a veiculação dessas peças em meios que não tenham relação com o objetivo da divulgação é autorizada, mas que a irregularidade começa a partir do momento que isso ocorre em qualquer mídia que divulga desinformação ou esteja relacionado a algo fora da lei.

“Em outras palavras, não constitui irregularidade a veiculação de campanha publicitária em sites, canais ou blogs cuja audiência não tenha correlação com o tema objeto da divulgação, desde que tais mídias não estejam associadas a fake news ou a atividades consideradas ilegais”, explicou.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corregedoria deve verificar in loco o funcionamento do TJMS
Justiça
Juiz do Amapá é investigado e afastado cautelarmente por ligações com facções
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Justiça
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Imagem: Arquivo/
Justiça
PGE recorre para manter acordo de desmatamento no Parque dos Poderes
Sede do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul - TCE/MS
Justiça
TCE-MS orienta gestores sobre condutas vedadas em ano eleitoral
Silas e Aysla foram mortos por engano
Geral
Justiça aceita denúncia e torna réus acusados de morte de adolescentes na Capital
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
Política
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Justiça
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Dos R$ 6 milhões desviados, Gaeco recuperou R$ 800 mil até as primeiras horas da investigação
Justiça
Para 'desbaratar' grupo de Cezário, Gaeco fez monitoramento em campo
Silas e Aysla foram mortos por engano
Polícia
Grupo que matou adolescentes por engano são isolados na Gameleira
Treta no estabelecimento terminou com um homem ferido e um PM preso
Justiça
PM pede absolvição após ferir homem em confusão de bar na Capital

Mais Lidas

Carro da corretora é encontrado no Indubrasil
Polícia
JD1TV AGORA: Carro de corretora morta é encontrado no Indubrasil
Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora foi morta a pauladas por 'amigo' após não entrar em esquema de golpe
Frio em Mato Grosso do Sul
Clima
Mínima de 7°C: MS pode registrar 'o dia mais frio do ano' nos próximos dias
Polícia Civil e Polícia Científica estiveram na casa onde tudo aconteceu
Polícia
Polícia prende bancário que tentou matar esposa a facada e atropelada no Cabreúva