Menu
Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2024
Camara Maio24 - TV camara
Justiça

Tenente-coronel da PMMS é inocentado de acusações de peculato

Justiça absolveu José Roberto Nobres de Souza; MPMS alegava que o militar utilizava viatura para fins pessoais, mas decisão foi pela improcedência da denúncia

15 maio 2024 - 17h10Vinícius Santos

O ex-comandante do 8ª Batalhão da Polícia Militar de Nova Andradina, Tenente-coronel José Roberto Nobres de Souza, foi inocentado das acusações de peculato e uso indevido de viaturas pela Auditoria Militar Estadual de Campo Grande. A decisão ocorreu após audiência de julgamento realizada nesta terça-feira (14).

O Ministério Público Militar de Mato Grosso do Sul alegava que o tenente-coronel desviou bens móveis públicos durante o período de setembro de 2020 a setembro de 2021, enquanto estava no comando do 8º Batalhão da Polícia Militar. Entre as acusações, estava o uso pessoal de viaturas e a manipulação de documentos públicos.

Segundo a 24ª Promotoria de Justiça, o acusado teria utilizado viaturas para fins pessoais, inclusive abastecendo os veículos com recursos públicos. Também foi alegado que ele falsificou documentos para encobrir suas ações.

O MPMS afirmou que durante esse período foram registradas multas por excesso de velocidade em rodovias do estado, e que o ex-comandante tentou cancelar as multas alegando uso das viaturas em operações policiais, o que foi contestado pela procuradoria.

Apesar das alegações do Ministério Público, o Conselho Especial de Justiça decidiu, por unanimidade, pela improcedência da denúncia, absolvendo José Roberto Nobres de Souza dos crimes de peculato e outras infrações ao Código Penal Militar. O MPMS pode recorrer da decisão.

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Domingos Brazão é acusado de ser um dos possíveis mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco
Polícia
Domingos Brazão tinha HD com informações de delações contra ele, diz PF
Supremo Tribunal Federal
Justiça
STF analisa transparência na intervenção federal no Rio em 2018
Corregedoria deve verificar in loco o funcionamento do TJMS
Justiça
Juiz do Amapá é investigado e afastado cautelarmente por ligações com facções
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Justiça
TRE-MS desaprova contas do PSOL/MS e exige devolução de R$ 23 mil
Imagem: Arquivo/
Justiça
PGE recorre para manter acordo de desmatamento no Parque dos Poderes
Sede do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul - TCE/MS
Justiça
TCE-MS orienta gestores sobre condutas vedadas em ano eleitoral
Silas e Aysla foram mortos por engano
Geral
Justiça aceita denúncia e torna réus acusados de morte de adolescentes na Capital
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
Política
Posse de Livio é suspensa e Gian Sandim deve assumir
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Justiça
R$ 314 milhões "esquecidos" em processos podem ser devolvidos à população de MS
Dos R$ 6 milhões desviados, Gaeco recuperou R$ 800 mil até as primeiras horas da investigação
Justiça
Para 'desbaratar' grupo de Cezário, Gaeco fez monitoramento em campo

Mais Lidas

Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora foi morta a pauladas por 'amigo' após não entrar em esquema de golpe
Amalha era corretora de imóveis
Polícia
AGORA: Choque prende um dos autores do assassinato da corretora Amalha Mariano
Amalha foi vítima de três sessões de espancamento antes de ser morta em Porto Seco
Polícia
Amalha foi vítima de três sessões de espancamento antes de ser morta em Porto Seco
O caso foi registrado na Depac Cepol em Campo Grande
Polícia
Mulher é ameaçada de morte por agiota na Capital: 'vai pagar por bem ou por mal'