Menu
Busca quarta, 26 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Opinião

O que esperar da Eurocopa em 2020?

16 dezembro 2019 - 15h28

A Eurocopa é o segundo torneio de seleções mais importante do mundo. Muitos dizem que é uma Copa do Mundo sem Brasil e Argentina. Desde a sua criação, em 1960, cada edição contou com no máximo dois países como sede. No entanto, para 2020 o cenário será único e especial.

Pela primeira vez na história, a Eurocopa será disputada por todo Velho Continente. Ao todo, serão 12 cidades em 12 países diferentes: Inglaterra, Alemanha, Itália, Azerbaijão, Rússia, Romênia, Holanda, Espanha, Hungria, Escócia, Dinamarca e Irlanda.

O torneio será disputado entre os dias 12 de junho a 12 de julho com final no Estádio Wembley. Ainda faltam mais de seis meses para a competição começar, porém, já é tempo de realizar algumas prévias sobre este evento.

Vagas ainda indefinidas

Para a Eurocopa de 2020, 24 participantes disputarão o torneio, mas nem todas as seleções já foram definidas. A fase qualificatória já terminou, só que quatro vagas ainda estão em aberto.

Das quatro vagas restantes, 16 seleções estarão em disputa em um formato curioso. A repescagem será dividida em quatro grupos chamados de ligas.

A Liga A terá Islândia, Bulgária, Hungria e Romênia, enquanto a Liga B contará com Bósnia e Herzegovina, Eslováquia, Irlanda e Irlanda do Norte. Já a Liga C será composta por Escócia, Sérvia, Noruega e Israel. A Liga D terá Geórgia, Macedônia, Kosovo e Bielorrússia.

Cada liga terá um formato de mata-mata. Ou seja, o primeiro grupo terá as semifinais entre Islândia x Romênia e Bulgária x Hungria. O vencedor de cada uma das semifinais disputará a decisão do quadrangular e o campeão terá vaga garantida na Eurocopa 2020.

Com esse formato, o campeão de cada uma dessas quatro ligas completará as vagas ainda em aberto para a Eurocopa 2020.

Grupo F é o mais complicado

O sorteio da Eurocopa 2020 trouxe ares dramáticos para o Grupo F. A final da última edição do torneio, que foi disputada entre Portugal e França, será reeditada. Para completar, a Alemanha também está na chave que é de longe a mais complicada da competição.

O último time do Grupo F ainda será definido através da repescagem da Liga A — que tem Islândia, Bulgária, Romênia e Hungria. No entanto, vale citar que caso a Romênia vença essa repescagem a seleção vai para o Grupo C. Com essa combinação, o vencedor da Liga D (Geórgia, Macedônia, Kosovo ou Bielorrússia) vai para a chave de Portugal, França e Alemanha.

Em termos de equilíbrio, outro que merece destaque é o Grupo A — composto por Turquia, Itália, País de Gales e Suíça. Entre esses times, só os italianos se destacam, enquanto os outros três estão em pé de igualdade para lutar pela vaga às quartas-de-finais. E, considerando o histórico recente dos italianos na Copa do Mundo (sequer foram para a de 2018) uma zebra não está descartada.

Principais candidatos ao título

A expectativa é que o torneio seja extremamente equilibrado e sem seleções dominantes. Com tamanho equilíbrio, fica complicado até mesmo pincelar apenas um candidato principal à conquista do campeonato.

O site de apostas online de futebol Betway coloca a Inglaterra com o favoritismo (R$ 5 para 1), no entanto, a seleção inglesa está acompanhada logo de perto pela Bélgica (R$ 6 para 1).

A França, atual vice-campeã do torneio e detentora do título da Copa do Mundo, está com a terceira posição entre os favoritos com cotação de R$ 7,50 para 1. Os portugueses atuais campeões correm por fora com R$ 17 para 1.

Parte do que sustenta o leve favoritismo dos ingleses está no sistema ofensivo. Harry Kane vive melhor fase da carreira e fez uma excelente eliminatória para a Eurocopa com 12 gols marcados em oito partidas.

A Inglaterra teve o segundo melhor ataque durante a fase classificatória com direito a 37 gols marcados. Além de Kane, artilheiro da Premier League nas últimas edições, jogadores como Raheem Sterling, Jadon Sancho e Marcus Rashford também são importantes para o sistema ofensivo.

A juventude do ataque inglês impressiona, visto que o mais velho desse quarteto citado acima é Kane (26 anos). A defesa, apesar de não ter nenhum jogador espetacular, é sólida com atletas como Harry Maguire, Kieran Trippier e o goleiro Jordan Pickford.

Já a Bélgica, que ficou em terceiro lugar na Copa do Mundo de 2018, é liderada por um esquadrão jovem e de muito talento composto por nomes como Kevin de Bruyne, Romelu Lukaku, Eden Hazard, Jan Vertonghen e tantos outros.

Com tantas seleções em alto nível e em boa posição de conquistar o torneio, não há favorito claro e a Eurocopa do ano que vem tem tudo para ser uma das mais emocionantes e equilibradas de todos os tempos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Opinião
O mito da prisão em segunda instância
Opinião
O Coronavírus e as crianças
Opinião
Lei da liberdade econômica beneficia pequenos empreendedores
Opinião
Juiz de Garantias: Avanço necessário!
Opinião
Habitação: Um olhar para o futuro
Opinião
Marquinhos Trad: O futuro em construção
Opinião
Afinal o que é o Cadastro Positivo ?

Mais Lidas

Educação
Programa Vale Universidade abre inscrições em março
Saúde
Suposta vítima de coronavírus no MS diz que está apenas "resfriado"
Polícia
Homem comete suícidio em assentamento
Polícia
Assaltantes invadem Subway próxima a UFMS