Menu
Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2024
Secovi
Polícia

Em depoimento, homem que estuprou e matou menina de 11 anos diz estar arrependido

Autor afirmou, ao Delegado Roberto Morgado, ter filhos e que "se transformou em um monstro"

12 dezembro 2022 - 17h25Pedro Molina e Brenda Assis    atualizado em 12/12/2022 às 17h41

Maikon Araújo Pereira, de 31 anos, foi preso por estuprar e assassinar a menina Isadora, de 11 anos, em sua própria casa, no bairro Nossa Senhora das Graças, região da Vila Nasser. A menina cuidava dos dois irmãos mais novos na noite de domingo (11) quando o crime aconteceu.

O delegado adjunto da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), Roberto Carlos Morgado Pires, explicou que o crime ocorreu quando Maikon, cliente da mãe da criança - que era garota de programa-, foi até a residência para um programa e só encontrou a menina no local.

“O suspeito tinha combinado com a mãe da vítima de comparecer na casa para fazer um programa, o sexto com ela, no entanto, a mulher saiu para beber, e ao chegar no local, foi recebido pela vítima. Ele frequentava a casa, sabia que a porta da frente ficava trancada e a dos fundos ficava aberta, mas segundo ele, ao entrar na residência, a menina teria se assustado e começado a gritar. Ele atingiu ela com um soco e depois bateu a cabeça dela algumas vezes contra o chão”, explicou o delegado.

Maikon, que trabalha como auxiliar de armazenamento, confessou que após o crime, saiu correndo do local em direção de sua casa, onde lavou as roupas, dormiu e foi trabalhar. O autor foi preso a caminho do serviço nesta segunda-feira (12).

Aos policiais, ele confessou o crime, mas negou que tenha estuprado a menina, afirmando que somente "usou as mãos", no entanto afirmou que teria bebido a tarde toda antes do assassinato.

Ainda em depoimento, Maikon revelou que a mãe da menina – morta por ele na noite de domingo – tinha o costume de sair para beber, se drogar e fazer programas. Ele é morador no Bairro Cophasul, relativamente próximo do local do crime.

Segundo o Delegado, o autor demonstrou arrependimento, disse ter filho e que “se transformou em um monstro”.

Ele responderá por homicídio qualificado por motivo fútil e meio cruel, ocultar ou garantir a impunidade de outro crime e estupro de vulnerável contra menor de 14 anos.

O homem foi encaminhado para realização de corpo de delito, e enquanto era escoltado pela polícia até a viatura, foi xingado por populares que estava no local.

Confira:

O crime

A menina foi encontrada no chão da residência, com sangramento nas partes íntimas e no rosto, além de marcas de mordida pelo corpo todo. Equipes do Corpo de Bombeiros chegaram a tentar reanimar a menina por mais de uma hora, mas ela não resistiu.

A vítima foi deixada sozinha na residência por sua mãe, que saiu para beber, e ficou responsável por cuidar de seus dois irmãos, de um e três anos de idade. 

Segundo a delegada Karen Viana de Queiroz, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), que foi acionada inicialmente para cuidar do caso, a residência estava em situação insalubre, e a vítima só foi encontrada após vizinhos, que ouviram o choro do bebê, invadirem a residência para prestarem socorro. No entanto, ao chegarem no local, se depararam com a menina no chão, ensaguentada e desacordada.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia Federal mira em empresas clandestinas de segurança em MS
Polícia
Polícia Federal mira em empresas clandestinas de segurança em MS
Ela levava os produtos em uma sacola, camuflada com a blusa de frio
Polícia
Funcionária é presa ao ser flagrada roubando refrigerantes de conveniência em MS
As inscrições devem ser feitas até 14 de junho no sistema SigFundect
Polícia
Com 600 bolsas, Fundect abre inscrições para Iniciação Científica e Tecnológica
Imagem Ilustrativa
Polícia
Pai é preso por estupro após criança ver palestra sobre violência sexual na escola
Jeep estava abandonado em frente a uma residência
Polícia
Jeep Renegade de corretora foi abandonado no Indubrasil um dia após o crime
Imagem de divulgação
Polícia
Moreninha II recebe o programa UEMS na Comunidade amanhã
Vítima procurou atendimento numa unidade de saúde no Buriti
Polícia
Mulher trans diz que foi agredida em estupro coletivo em saída de tabacaria na Capital
Investigação sobre crime contra corretora continua
Polícia
Polícia mantém silêncio em investigação após carro de corretora ser localizado
Polícia recupera computadores furtados de secretaria em Corumbá
Polícia
Polícia recupera computadores furtados de secretaria em Corumbá
JD1TV: Polícia encontra 12 kg de cocaína escondida dentro de botijão em Corumbá
Polícia
JD1TV: Polícia encontra 12 kg de cocaína escondida dentro de botijão em Corumbá

Mais Lidas

Amalha era corretora de imóveis
Polícia
Mulher encontrada morta no Porto Seco era corretora de imóveis
Frio em Mato Grosso do Sul
Clima
Mínima de 7°C: MS pode registrar 'o dia mais frio do ano' nos próximos dias
Carro da corretora é encontrado no Indubrasil
Polícia
JD1TV AGORA: Carro de corretora morta é encontrado no Indubrasil
Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora assassinada iria encontrar 'ex-paquera' para cobrar dívida de R$ 20 mil