Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Polícia

Guarda recebe 50 denuncias de quebra de quarentena na madrugada

Os agentes encontraram 160 pessoas quebrando toque de recolher na capital

23 maio 2020 - 09h32Gabriel Neves

A operação Toque de Recolher, realizada pela Guarda Civil Metropolitana, na madrugada deste sábado (23), abordou, novamente, 160 pessoas nas ruas de Campo Grande, o número de pessoas abordadas é exatamente o mesmo da operação realizada na madrugada passada, como você pode ver ao clicar aqui.

Apesar disso, o número de comércios fechados subiu, na madrugada passada, foram 10, desta vez foram 26, tanto os estabelecimentos como as pessoas estavam descumprindo o decreto municipal que visa combater a disseminação do coronavírus em Campo Grande.

De acordo com a Guarda Civil Metropolitana, foram 33 agentes que realizaram a Operação Toque de Recolher nas regiões Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirussu, Lagoa, Prosa e Segredo da capital.

A guarda também informou que foram recebidas 50 ligações denunciando quebras de quarentena em toda a capital.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Mãe e filha de 1 ano ficam feridas após incêndio destruir residência
Polícia
Foragido é esfaqueado no Aero Rancho e morre na santa Casa
Polícia
Familiares ficam apavorados com sumiço de jovem na fronteira
Polícia
GAECO prende 17 durante “Operação Fim da Rota”
Polícia
Polícia encontra quase 500 mil maços de cigarros em caminhão abandonado
Polícia
Casal de adolescentes é pego plantando maconha em casa
Polícia
GAECO cumpre mandados de prisão contra tráfico na fronteira
Polícia
Bandidos invadem Pague Menos e roubam celulares e dinheiro
Polícia
Em MS, homem com coronavírus fura isolamento para comprar lanche
Polícia
Com faca, homem ameaça clientes no estacionamento do Comper

Mais Lidas

Política
Prefeitos querem adiar eleições municipais para 2022
Geral
Ipê é oficialmente árvore símbolo do Estado
Justiça
“Quem desvia dinheiro público em meio à pandemia, é sociopata”, diz procurador-geral
Política
"Fui gado, comi capim", diz deputado ex-bolsonarista