Menu
Menu
Busca quarta, 24 de abril de 2024
TJMS Abril24
Polícia

Mãe ficou 'tranquila' com filha morta em UPA; criança já tinha ido 30 vezes ao hospital

Mudança de postura da mulher só aconteceu ao saber que polícia seria acionada; os dois foram presos por homicídio por motivo fútil e estupro de vulnerável

27 janeiro 2023 - 10h37Vinicius Costa

A Polícia Civil divulgou detalhes do caso da morte da menina, de 2 anos, que deu entrada no UPA (Unidade de Pronto Atendimento Comunitário) na noite de quinta-feira (26). A todo o momento, a mãe, de 24 anos, se mostrava 'tranquila', mas a mudança de postura aconteceu após saber que a polícia seria acionada.

Além disso, a criança, que estava com vários hematomas pelo corpo, já havia ido ao hospital pelo menos 30 vezes, justamente por conta de agressões no passado. Em uma das oportunidades, a vítima entrou na unidade hospitalar por ter fraturado a tíbia.

A equipe médica revelou que o ânus da vítima estava maior do que o normal e estava expelindo algum tipo de secreção, com indícios de estupro. As médicas ainda disseram que a menina teria falecido a aproximadamente quatro horas.

Inicialmente, a mãe foi encaminhada para a delegacia como testemunha, mas o GOI (Grupo de Operações e Investigações) passaram a realizar diligências para encontrar o padrasto da vítima, de 25 anos, e que o encontraram na casa do casal, no bairro Vila Nasser.

Durante a entrevista, segundo a Polícia Civil, eles afirmaram que a criança chegou com vida no UPA. Em relação às agressões, informaram que agrediram a menina, por volta três dias atrás, com tapas nas costas. Mãe e padrasto já tinham, inclusive, combinado a história que iriam falar a respeito dos hematomas da criança.

Na continuação da conversa com a mãe da vítima, esta informou que o padrasto desferia tapas e socos quando agredia a menina e que ela já desconfiava dos abusos sexuais.

Diante da situação, os autores foram apresentados a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde foi formalizada a prisão em flagrante dos dois por homicídio qualificado por motivo fútil e estupro de vulnerável.

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

O caso foi registrado na Depac Cepol em Campo Grande
Polícia
Idosa é encontrada morta sangrando pelo nariz e pela boca no Jardim Aeroporto
Ele estava acompanhado da esposa, andando de carro pela Rua Moussa Hanna Tanous no Coophasul
Polícia
Idoso morre ao bater em muro de barbearia após sofrer mal súbito enquanto dirigia
Mulher que colocava a filha de 11 anos para 'trabalhar' no tráfico é presa em MS
Polícia
Mulher que colocava a filha de 11 anos para 'trabalhar' no tráfico é presa em MS
Acidente ocorreu no fim da manhã desta quarta-feira
Polícia
Mulher e criança ficam feridas após acidente entre carro e caminhão no Zé Pereira
Gaeco deflagra mais uma operação em Campo Grande
Polícia
Last Chat: Gaeco mira facção 'estruturada' que traficava e vendia armas em MS, SP e CE
Ele precisou ser socorrido e levado para uma unidade de saúde
Polícia
Adolescente sofre acidente ao fugir da polícia depois de furtar moto
Motocicleta ficou embaixo do caminhão
Polícia
Motociclista fica em estado gravíssimo ao ser atropelado por caminhão na Vila Progresso
Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã
Polícia
Motorista atropela delegado, foge sem prestar socorro e acaba sendo preso em Ponta Porã
Carlos Teixeira, de 13 anos, morreu depois de ser vítima de bullying
Polícia
Depois de fazer bullying e matar adolescente, "coleguinhas" de escola fogem de SP
Policiais penais recebem treinamento avançado em serviços de escolta
Polícia
Policiais penais recebem treinamento avançado em serviços de escolta

Mais Lidas

AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Polícia
AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Capitão Leonardo Mense partiu durante a noite de sábado (21)
Polícia
'Imenso legado': Capitão Mense é homenageado por autoridades e instituições de MS
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Justiça
MPMS investiga fraude em concurso da prefeitura de Sonora e recomenda suspensão
"Eu não tenho dúvida que o Beto Pereira terá capacidade, se eleito for, de fazer as grandes transformações e reformas que Campo Grande precisa", enfatiza ex-governador.
Política
JD1TV: Reinaldo diz que problemas locais "pesarão mais" que Bolsonaro