Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Governo - Feminicidio
Política

Azambuja fala sobre reforma da Previdência na Globo News

Para o governador, a reforma é essencial para o desenvolvimento do país

21 fevereiro 2019 - 08h56Rayani Santa Cruz

O governador Reinaldo Azambuja, foi entrevistado ao vivo pelo Jornal Em Pauta, da GloboNews, na manhã desta quinta-feira (21).  Os jornalistas Roberto Burnier, Aline Midle e Octávio Guedes fizeram perguntas pertinentes a reforma da Previdência e gestão em Mato Grosso do Sul.

Logo de início o governador pontuou sobre a importância da reforma da Previdência entregue ao Congresso pelo Executivo Federal. Para ele, a reforma tem pontos positivos, é necessária e deve seguir em ampla discussão no Senado. “Precisa ser feita, alguns estados já fizeram da maneira que poderia para não ferir a Constituição, mas, a mudança maior depende desta reforma. O Brasil precisa ter consciência que não podemos mais ficar fora do equilíbrio fiscal”.

Questionado sobre as orientações a bancada federal, o governador disse que existe toda a liberdade, e os deputados terão que trabalhar pelo convencimento, do que é o melhor a ser feito.

Ele citou o exemplo de MS, que formulou a questão previdenciária dos servidores estaduais criando uma previdência complementar em 2017 e aumentando alíquota dos servidores para 14% ao invés de 11% como é praticado em alguns estados.  “A administração pública não é um milagre, temos receitas e despesas. Hoje, nós estamos trabalhando com todos os setores funcionando, as folhas de pagamentos em dia para aposentados e ativos, se não tivesse  feito a reforma previdenciária dos servidores estaduais, lá atrás, talvez estivéssemos passando dificuldades no estado”, explicou Azambuja.

Reinaldo também comentou sobre a participação do Fórum Nacional dos Governadores ocorrida nesta semana. “Colocamos prioridades como o SUS, Sistema Integrado de Segurança Pública e como que vai ser rateado os recursos entre os estados. Questões federativas como a Lei Kandir- Fundeb, foram citadas entre os governadores”.

No fórum, Azambuja defendeu a unificação em um único texto dos interesses da União com os dos estados e municípios. O governador disse que 16 itens consensuais foram indicados pelos representantes para finalizar o texto.

Reinaldo adiantou ao Globo News, que já tem reunião marcada no mês de  março, com o ministro da Economia Paulo Guedes. ‘Acho que agora, é um diálogo permanente, os problemas são comuns e temos que verificar as melhores soluções. É melhor sentir esse gosto amargo agora, do que termos que cortar aposentadorias futuramente devido o buraco na economia”.

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Nova pesquisa mostra, liderança apertada de Bolsonaro em MS
Política
Ida para novo partido está "bastante avançada", diz Bolsonaro
Política
Governo entrega cobertores a famílias campo-grandenses
Política
Bolsonaro tem 'dever cívico' de mostrar prova de fraude na eleição, diz Barroso
Política
Membros da CPI da Energisa se reúnem hoje para definir os "próximos passos"
Política
Senadores suspendem sessão da CPI da Pandemia desta quinta
Política
"Mais social" investirá R$ 182 mi por ano, diz Sérgio Murilo
Política
Diretora de hospital de MS assume secretaria anti-Covid em Brasília
Política
Paulo Corrêa pede prioridade para jornalistas na vacinação contra covid-19
Política
Bolsonaro pede acesso a celular de advogados de Adélio

Mais Lidas

Polícia
Mulher é levada para dentro da mata por bandidos e morta com tiro na cabeça
Polícia
Casal briga e vizinho tenta intervir mas passa mal e morre
Saúde
Jovem de 17 anos, sem comorbidades, está entre as 38 vítimas da covid em 24h
Saúde
Lote com 97.500 doses de vacina contra covid chegam hoje a MS