Menu
Busca domingo, 26 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Política

"Devem investigar", diz Reinaldo sobre filho

Caso voltará para primeira instância onde Rodrigo já havia sido absolvido

21 setembro 2019 - 10h22Da redação

Em solenidade na manhã deste sábado (21) na Sanesul, o governador Reinaldo Azambuja disse não temer a investigação contra seu filho Rodrigo Azambuja, autorizada essa semana pelo Trihunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Reinaldo afirmou que "investigado não é culpado", e falou ainda em perseguição da parte do promotor.

Azambuja disse confiar na justiça, que segundo ele "comprovará a inocência do filho", e constatou também que o promotor Marcos Alex está respondendo no Conselho Nacional do Minisatério Público (CNMP), que ouvirá as pessoas que estão no processo, para verificar como foi o procedimento.

O governador questionou de forma clara e sem papas na língua, a lisura da investigação, "desde a abertura do Procedimento de Investigação Criminal [PIC], no Ministério Público, várias questões são duvidosas, é só ver lá", afirmou. 

"Confio na inocência do meu filho, é melhor que investiguem", declarou Reinaldo com clareza. E citou ainda o fato de também ter sido colocado como suspeito e depois ter sido absolvido por unanimidade, "só que aí os que te atacam o tempo todo, não dão uma linha", alfinetou.

Havia uma denúncia contra o filho do governador Reinaldo Azambuja, por suposto envolvimento dele no roubo de veículo na BR-262 em 2017. O "plano" incluía ainda uma tentativa de homicídio de José Ricardo Gutti Gumari, apelidado de "Polaco". Rodrigo já havia sido absolvido em primeira instância, porém essa semana, o Tribunal de Justiça aceitou o recurso do Ministério Público e o processo voltará para a primeira instância onde deve ser julgado. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Nelsinho define estratégias para lançar “nomes competitivos” na capital e interior
Política
Fábio critica corte de verbas na fronteira e cobra vinda de Moro a MS
Política
Bolsonaro desponta em pesquisa e fica 12% a frente de Lula
Política
Nelsinho tenta liberar R$ 600 mi em financiamento para MS
Política
Coronel David classifica como grave a situação na fronteira
Política
Ministério Público denuncia Glenn Greenwald por ligação com hackers
Política
Prazo para regularização do título termina em maio
Política
Bolsonaro sanciona LOA de 2020
Política
Bolsonaro anuncia aumento de 12% no salário do professor do ensino básico
Política
Após declarações nazistas, Bolsonaro exonera Roberto Alvim

Mais Lidas

Polícia
Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em terreno
Esportes
Internacional vence Grêmio nos pênaltis e ganha Copa São Paulo de Juniores
Geral
Bruno Covas recebe alta após 7ª sessão de quimioterapia
Polícia
Casal é preso com mais de R$ 400 mil em celulares e relógios