Menu
Busca quinta, 06 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Política

Socorro aos estados está dentro de projetos, diz Reinaldo

Governador destacou planos discutido em Brasília para o MS

26 agosto 2019 - 13h25Mauro Silva

No Desfile Cívico-Militar em comemoração aos 120 anos de Campo Grande realizado nesta segunda-feira (26) na 13 de Maio-centro, Reinaldo Azambuja, falou sobre pontos decisivos ao estado como assuntos debatidos em Brasília por governadores de todo o país. O governador comentou também sobre o trabalho de combate aos incêndios que acontecem no Mato Grosso do Sul.

No último sábado (24) o governo federal confirmou ajuda aos estados atingidos por incêndios florestais. De acordo o Ministério da Defesa, pelo menos 44 mil militares das forças armadas estão na Amazônia e poderão ser deslocados para outras regiões do país.

“Nós temos um trabalho em conjunto nessa questão, IBAMA, Bombeiro, Secretaria de Meio Ambiente. Mato Grosso do Sul está nos níveis até inferiores aos anos anteriores. Agora devemos debelar os focos, é o que estamos fazendo e a parceria do governo federal é importante”, disse Reinaldo.

“Somar esforços, assim como eles disponibilizaram para a Amazônia, fizeram da mesma forma com outros estados do país. E assim estamos com a equipe técnica nos focos, especificamente onde estamos tendo mais problemas”, acrescentou.

De acordo com Azambuja, Mato Grosso do Sul está tendo o apoio de todas as forças federais, estaduais, inclusive de pessoas da iniciativa privada do PrevFogo que estão ajudando a combater os incêndios. A região do Pantanal é a que mais sofre com as queimadas.

Recursos

No início deste mês, governadores de vários estados do Brasil estiveram em Brasília (DF) para discutir sobre Lei Kandir, Pré-sal e outros temas. Reinaldo Azambuja afirmou que o Senado está se desdobrando para atender toda a demanda.

“Nós temos uma pauta com o governo federal, e o que o ministro Paulo Guedes falou que tudo está tendo um encaminhamento via Projeto de Lei. Então o Senado da República está iniciando uma série de votações daquilo que estava em nossa pauta como o Fundeb, Lei Kandir, Participação no fundo do Pré-Sal, divisão maior do bolo tributário, além do ‘Plano Mansueto”, pontuou o governador de Mato Grosso do Sul.

“Então existe um grupo de ações que foi a proposta dos governadores e que agora o congresso está se debruçando para votar conjuntamente com a reforma da Previdência”, finalizou.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Comissão presidida por Nelsinho, irá ouvir ministro da Justiça
Política
Riedel crítica judicialização da pandemia
Política
Coronel David quer barrar volta dos cortes de energia
Política
Bolsonaro diz que fará 'algo concreto' para ajudar o povo libanês
Política
Vereador Odilon viabiliza padrões para “Aguadinha”
Polícia
Mulher se nega ter relação com o marido e acaba espancada e mantida em cárcere
Política
Ao pedir desfiliação, Contar alega perseguição a deputados bolsonaristas no PSL
Saúde
MS tem 803 casos novos de coronavírus e 327 são na capital
Política
Beto e Fábio propõem projetos que barram candidaturas imediata de Juízes
Política
Dois deputados lideram disputa em Dourados, diz Instituto Ranking

Mais Lidas

Polícia
Homem é preso ao ser flagrado com arma roubada de guarda municipal
Esportes
Covid-19: final em Minas é suspensa Uberlândia identificar 13 infectados
Saúde
ERRATA: Enfermeiro luta contra o coronavírus na capital
Cidade
Prefeitura vai prorrogar “Refis da Saúde” até dia 20