Menu
Busca quinta, 21 de fevereiro de 2019
(67) 99647-9098
Política

Na CCJ, Simone quer subcomissões para agilizar reforma da Previdência

Em reunião com Alcolumbre, o MDB confirmou a senadora na presidência da comissão

12 fevereiro 2019 - 18h15Mauro Silva

Depois de uma reunião com os líderes do MDB, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), acertou nesta terça-feira (12), em Brasília, a nova composição da Casa. Na negociação, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) foi confirmada para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Agora, os planos da nova presidente é criar subcomissões para acelerar projetos como a reforma da Previdência e pacote do Ministério da Justiça.

“A maioria aceitou de bom grado o meu nome para presidir a CCJ, que é a principal comissão da casa, pois por ela passa análise de todos os projetos relevantes no que se refere a legalidade perante a constitucionalidade. E também o mérito da emendas comissionais como é o caso da reforma da Previdência”, comemorou Simone.

“Então, a reforma da Previdência e o pacote do Ministério da Justiça, do ministro, Sérgio Moro, passarão por essa comissão. A comissão, para se ter uma idéia, é composta por 27 membros, muito grande e importante”, acrescentou.

De acordo com a nova presidente da CCJ, para agilizar os trabalhos diante de uma pauta tão extensa e importante para acelerar o crescimento do país, nada impede transformar a comissão em subcomissões. “Poderemos ter uma subcomissão na reforma da Previdência, caso o presidente do Senado ache interessante. O que pode acontecer também para assuntos da segurança pública, mas tudo ainda será discutido”, explicou.

Simone prevê que podem ser criadas quatro subcomissões em momentos importantes “como estamos vivendo este ano”.  

Distribuição

Conforme o UOL, em negociação com Alcolumbre, o MDB que tem o maior número de parlamentares, ficou com três comissões: a de Educação, a CMO (Comissão Mista de Orçamento), além da CCJ.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Para Guedes reforma da Previdência não pode ser menor que R$ 1 trilhão
Política
Vereadores votam quatro projetos na sessão de quinta-feira
Política
No STF, Azambuja discute Lei Kandir e repasses da União para os estados
Política
Bolsonaro entrega reforma da Previdência ao Congresso
Brasil
Suspensão de decreto sobre sigilo de documentos é aprovado pela Câmara
Política
Renato Câmara tem nome indicado para presidir o MDB-MS
Brasil
Nelsinho é o novo coordenador da bancada do MS no Congresso
Brasil
Campos Neto será sabatinado na próxima semana
Política
Orro propõe que leitura nos presídios diminua a pena dos custodiados de MS
Política
"Questão caixa 2" é retirado de pacote de Moro, diz Estadão

Mais Lidas

Polícia
Depois de sair de festa, jovem morre ao capotar veículo no centro
Cidade
Evite ser multado, saiba onde estão os radares nas ruas da capital
Polícia
Dupla em motocicleta atira e acerta rosto de policial, na fronteira
Cidade
Prefeitura convoca aprovados em processo seletivo para merendeiro