Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Política

PF deflagra hoje 66ª fase da Lava Jato

Alvo das investigações são doleiros e funcionários de uma instituição financeira

27 setembro 2019 - 09h15Vitória Ribeiro, com informações Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta sexta-feira (27) a Operação Alerta Mínimo, a 66ª Fase da Lava Jato, que tem como alvo das investigações “doleiros e funcionários de uma instituição financeira, que teriam atuado em benefício de empresas que contratavam com a Petrobras e necessitavam de dinheiro em espécie para o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos”.

De acordo com a PF, documentos obtidos durante a investigação, trazidos por colaboradores, indicaram que um determinado doleiro teria sido responsável por conseguir pelo menos R$ 110 milhões, em dinheiro, para permitir o pagamento de propinas.

“A produção de dinheiro em espécie neste caso envolvia trocas de cheques obtidos junto ao comércio da grande São Paulo e abertura de contas sem documentação necessária ou com falsificação de assinaturas em nome de empresas do ramo imobiliário”, diz a nota.

As investigações apuraram que a participação de “gerentes de agências bancárias consistia em dar suporte às operações de desconto de cheques e elaborar justificativas internas a fim de evitar fiscalizações e ações de compliance da instituição financeira”. Em troca disso, esses “funcionários dessas agências recebiam comissões dos operadores recebiam comissões dos operadores e conseguiam vender produtos da agência para atingir metas”.

Os policiais federais cumprem desde as primeiras horas da manhã de hoje, sete mandados de busca e apreensão na cidade de São Paulo e um em Natal, no Rio Grande do Norte. Os mandados foram expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba, no Paraná.

De acordo com a PF, nome da operação, Alerta Mínimo, faz referência ao fato de que “os alertas de operações atípicas do sistema interno do banco para comunicação ao Coaf passaram a ser encerrados, mediante a apresentação de justificativas pelos gerentes de agência, como se não houvesse indícios de lavagem de dinheiro”.

CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Kemp e Cânepa: assista o momento do “perdão” que não viralizou
Política
Paulo Matos alerta para não votarem em "candidatos impugnados"
Política
Veja como ficam apenas os votos válidos na pesquisa Ibope
Política
Bolsonaro pede voto para candidata a vereadora do DEM em Campo Grande
Política
Simone Tebet discorda da legalização de jogo de azar para financiar Renda Cidadã
Política
Sindifiscal-MS entrevista candidatos à prefeitura da Capital
Política
Último dia para que candidatos possam ser presos
Política
Bolsonaro pede desculpas após piada homofóbica
Política
Vinicius Siqueira perde 118 segundos de horário eleitoral na TV
Política
Confira a agenda dos candidatos nesta sexta-feira

Mais Lidas

Política
Kemp e Cânepa: assista o momento do “perdão” que não viralizou
Cidade
Sala do Fórum e Justiça recebem nome de Nelson Trad e Nailo Theodoro de Faria
Geral
Brasileiro ganha R$ 130 mil após encontrar falha de segurança no Facebook
Polícia
Dois homens são multados em R$ 20 mil por degradação de área protegida