Menu
Busca domingo, 20 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Governo vitimas
Polícia

PF destrói 3 mil t de maconha de plantações na fronteira

A quantidade deste ano ultrapassa o volume destruído em 2017 e 2018

19 setembro 2019 - 10h35Priscilla Porangaba, com informações da assessoria

A 3ª fase da Operação Nova Aliança, que tem como objetivo a erradicação de plantações de maconha no Paraguai, foi concluída esta semana e resultou na destruição de 3 mil toneladas da droga.

A quantidade deste ano ultrapassa o volume destruído em 2017 e 2018. De acordo com a PF, esse tipo de trabalho é eficaz e reduz custos.

As ações de combate às plantações de maconha na fronteira é uma parceria de agentes da Polícia Federal (PF) e da Secretaria Nacional Anti Drogas do Paraguai.

Segundo a policia, a estratégia de atacar a produção da droga, antes de que ela chegue ao mercado brasileiro, traz grande economia ao país, pois milhões de reais deixam de ser gastos em repressão ao tráfico interno, em prisões e processos judiciais, que se tornam menos comuns, uma vez que a quantidade de maconha que circula no país cai drasticamente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Comerciante é executado na fronteira
Polícia
Suspeito de participar de esquema de falsificação de documentos é preso
Polícia
PMR apreende quase 1,5 tonelada de maconha
Polícia
Mulher pede socorro a polícia após ser esfaqueada pelo marido
Polícia
Presos da PED mantinham roteador de internet e "sky gato" nas celas
Polícia
Falsos policiais invadem casa e homem é agredido a pauladas por atual de ex
Polícia
Carga irregular de 439 celulares Xiaomi, é interceptada pela PRF
Polícia
PMA multa infratora por manter papagaios em cativeiro com asas cortadas
Polícia
PRF apreende veículo conduzido por policial reformado com mercadoria paraguaia
Polícia
Investigados pela PF mantinham base do tráfico em MS

Mais Lidas

Geral
Violeiro Ivo de Souza morre em acidente na BR-163
Brasil
Três militares do Corpo de Bombeiros morreram enquanto tentavam combater incêndio
Esportes
Na capital, Muricy crava Flamengo como campeão do Brasileirão
Polícia
Comerciante é executado na fronteira