Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Política

Projeto da LDO deve ser aprovado até o dia 10 na Assembleia

28 junho 2012 - 10h52Divulgação

O projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que chegou esta semana à Assembleia Legislativa, deve ser aprovado pelos deputados estaduais até o dia 10, poucos dias antes do início do recesso parlamentar. A informação é do deputado Junior Mochi (PMDB), líder do governo na Casa de Leis.

Ele explica que a matéria deve ser remetida a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) na próxima terça-feira, quando será analisado se o parecer será emitido pela comissão ou em conjunto com o restante dos deputados.

É neste prazo também que os parlamentares podem apresentar emendas à LDO. “A LDO discute de forma macro a receita do Estado, mas as maiores discussões ficam mesmo para o Orçamento, que debate o assunto de maneira micro, mais detalhada”, esclareceu.

Mochi também diz que os integrantes dos Poderes devem ser reunir, neste período, com o governador André Puccinelli (PMDB) para discussão de repasses, no entanto, os percentuais não devem ter alteração, informa.

“Em termos nominais, nos últimos anos, o repasse aos Poderes aumentou significativamente”, pontuou.

O líder do governo disse ainda que reuniões com secretarias específicas podem ser marcadas, caso os deputados tenham dúvidas sobre determinados pontos da LDO.

O peemedebista também comentou que o presidente da Assembleia, deputado Jerson Domingos (PMDB), deve acompanhar a votação da LDO na semana que vem, mesmo de licença médica por conta de uma cirurgia no joelho.

O deputado Antônio Carlos Arroyo (PR), que será o relator na CCJR, comentou que o projeto não tem “grandes alterações” em relação ao último exercício. “Não vi nenhum jabuti até agora”, brincou.

Aumento
A previsão de receita para o Governo do Estado no exercício de 2013 deve atingir R$ 11 bilhões, o que representa 15% a mais que este ano.

Agora, os parlamentares farão esforço para votar a LDO, que trata da previsão de investimentos na nas áreas de educação, saúde, segurança pública, desenvolvimento econômico, cultura, meio ambiente, assistência social e gestão pública, até o início do recesso parlamentar, previsto para 14 de julho.

Via Campograndenews

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Nelsinho convida Araújo para dar explicações sobre visita de Pompeo à fronteira
Política
Capital já tem registro de 4 candidatos à prefeitura
Política
OAB de MS não assinou apoio a presidente nacional
Política
Por unanimidade relatório de prosseguimento de impeachment de Wilson Witzel é aprovado
Política
Coronel David critica vídeo onde grupo joga futebol com "cabeça de Bolsonaro"
Política
Carlos e Eduardo Bolsonaro são intimados pela PF a depor sobre atos antidemocráticos
Política
Conheça os pré-candidatos à prefeitura, definidos em convenções
Política
Partidos têm até hoje para definir candidatos
Política
Adriane segue vice de Marquinhos para reeleição
Política
Soraya diz que não apoiará Trutis; deputado “agradece”

Mais Lidas

Polícia
Guarda fiscalizou 55 comércios, mas nenhum foi interditado neste fim de semana
Polícia
Vídeo: Com 100 pessoas, festa clandestina é interrompida pela GCM
Esportes
Covid-19: com seis infectados, Flamengo encara Barcelona-EQU nesta terça
Polícia
Acusado de esturpo coletivo é executado na rua após ganhar liberdade