Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Política

Projeto da LDO deve ser aprovado até o dia 10 na Assembleia

28 junho 2012 - 10h52Divulgação

O projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que chegou esta semana à Assembleia Legislativa, deve ser aprovado pelos deputados estaduais até o dia 10, poucos dias antes do início do recesso parlamentar. A informação é do deputado Junior Mochi (PMDB), líder do governo na Casa de Leis.

Ele explica que a matéria deve ser remetida a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) na próxima terça-feira, quando será analisado se o parecer será emitido pela comissão ou em conjunto com o restante dos deputados.

É neste prazo também que os parlamentares podem apresentar emendas à LDO. “A LDO discute de forma macro a receita do Estado, mas as maiores discussões ficam mesmo para o Orçamento, que debate o assunto de maneira micro, mais detalhada”, esclareceu.

Mochi também diz que os integrantes dos Poderes devem ser reunir, neste período, com o governador André Puccinelli (PMDB) para discussão de repasses, no entanto, os percentuais não devem ter alteração, informa.

“Em termos nominais, nos últimos anos, o repasse aos Poderes aumentou significativamente”, pontuou.

O líder do governo disse ainda que reuniões com secretarias específicas podem ser marcadas, caso os deputados tenham dúvidas sobre determinados pontos da LDO.

O peemedebista também comentou que o presidente da Assembleia, deputado Jerson Domingos (PMDB), deve acompanhar a votação da LDO na semana que vem, mesmo de licença médica por conta de uma cirurgia no joelho.

O deputado Antônio Carlos Arroyo (PR), que será o relator na CCJR, comentou que o projeto não tem “grandes alterações” em relação ao último exercício. “Não vi nenhum jabuti até agora”, brincou.

Aumento
A previsão de receita para o Governo do Estado no exercício de 2013 deve atingir R$ 11 bilhões, o que representa 15% a mais que este ano.

Agora, os parlamentares farão esforço para votar a LDO, que trata da previsão de investimentos na nas áreas de educação, saúde, segurança pública, desenvolvimento econômico, cultura, meio ambiente, assistência social e gestão pública, até o início do recesso parlamentar, previsto para 14 de julho.

Via Campograndenews

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
“Estou bem melhor”, diz Paulo Corrêa
Política
Na assembleia, Coronel David lamenta morte de PM
Política
Assembleia aprova estado de calamidade em Bodoquena, Bela Vista e Terenos
Política
Câmara aprova adicional de 40% a trabalhadores do combate ao coronavírus
Política
Paulo Corrêa testa positivo para coronavírus
Política
Dourados fecha bares e academias por dez dias
Política
“Vírus é muito letal ao sistema de saúde”, alerta Mandetta em audiência na capital
Política
Senado aprova indenização a profissional de saúde afetado pela covid-19
Política
Em encontro com Maia, Entregadores de aplicativos pedem direitos e anunciam paralisação dia 25
Política
Teich critica retomada da economia e fala “em espera de um milagre”

Mais Lidas

Polícia
Feto de 39 semanas é encontrado em triagem de material reciclável
Geral
Caixa libera mais um saque do auxílio de R$ 600; veja quem tem direito
Polícia
Jovem que sofreu acidente nas moreninhas morre e seus órgãos serão doados
Saúde
Menino de 10 anos ajuda mãe dar luz a irmão no banheiro de casa