Menu
Busca sábado, 24 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Política

"Próximo governo pegará um país melhor", diz Mansueto

Empresários passaram a ter mais confiança e estão investindo mais e cenário é mais favorável

25 dezembro 2018 - 17h00Da redação com Agência Brasil

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que o próximo governo, que assume no dia 1º de janeiro, terá um cenário mais favorável do que em 2016, quando Michel Temer assumiu o comando do Brasil após o impeachment de Dilma Rousseff pelo Congresso Nacional. Em vídeo de balanço publicado segunda-feira (24) pelo Ministério da Fazenda, Mansueto lembrou que, há três anos, a taxa de juros estava acima de 14% ao ano e a inflação acumulada em 12 meses ultrapassava os 9%, e hoje a Selic é de 6,5% e a inflação está abaixo de 4%. Além disso, ressaltou, a economia do país estava em queda de 3,5%.

"O próximo governo começa numa situação muito melhor do que estava o Brasil há três anos atrás. O Brasil do início de 2019 é um país que está com a inflação abaixo de 4% [ao ano], com uma taxa de juros de 6,5%, com uma inflação esperada, para os próximos três anos, em torno de 4%, e uma economia que volta a crescer para uma recuperação que a gente chama de cíclica. Os empresários passaram a ter mais confiança e estão investindo mais", avaliou o secretário do Tesouro, que será mantido no cargo no governo de Jair Bolsonaro.

Mansueto disse que o momento atual também favorece o debate sobre reformas. Para ele, se o próximo governo conseguir aprovar mudanças na Previdência e no sistema tributário, o Brasil poderá ter um crescimento sustentável de pelo menos 3% ao ano.

"Se nós conseguirmos fazer todas essas reformas, a gente pode consolidar um cenário muito positivo de um país que vai voltar a crescer 3% ou mais ao ano, com taxa de juros baixa e inflação baixa e isso é melhora de vida e bem-estar pra todo mundo", disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Câmara proporá incentivos fiscais a comerciantes
Política
“Seria um sonho ser prefeito de Campo Grande”, diz Waldeli
Política
Agronegócio não é causador de incêndio, diz Tereza Cristina
Política
Pesquisa mostra David como deputado mais atuante
Política
Avanço histórico - Sancionada lei do Alvará imediato
Política
Bioceânica: "Porta de saída do Brasil para o Futuro”, diz Riedel
Política
Governo estuda enviar Exército para combater queimadas na Amazônia
Política
Noite de homenagens na Câmara Municipal
Política
Barbosinha exige da União investimentos de R$ 89 mi à Segurança de MS
Política
Reinaldo e Bolsonaro são bem avaliados em MS, diz pesquisa

Mais Lidas

Polícia
Família encontra jovem morto e suspeita é de suicídio
Polícia
Polícia apresenta acusado de estupro e roubo no Jardim Carioca
Polícia
Confusão em tabacaria da Moreninha termina em morte
Polícia
Rapaz é contatado por aplicativo para fazer corrida e desaparece