Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Política

Simone admite que “não descarta” ir a plenário, se perder na bancada

Pré-candidata à Presidência do Senado disputará a vaga com discurso de renovação dentro do MDB

24 janeiro 2019 - 16h29Da redação
A pré-candidata à Presidência do Senado pelo (MDB -MS) senadora Simone Tebet (MS) afirmou ao JD1 Notícias na manhã desta quinta-feira (24) que mesmo perdendo na disputa da bancada, para Renan Calheiros (AL), poderá  lançar candidatura avulsa em Plenário. A senadora da República acredita que seu partido precisa de renovação.
 
"Ninguém é candidato de si mesmo, lancei minha candidatura para disputar com o senador Renan por acreditar que posso ter a maioria na bancada. Se não der certo, eu não descarto o lançamento da minha candidatura em Plenário”, afirmou Simone.

Sobre a votação aberta ou fechada para a presidência ao senado, Simone não disse se é a favor ou contra. Ela afirmou que esta é uma decisão que precisa ser tomada pelo plenário. A pré-candidata disse já ter conversado e recebido apoio de colegas de partido e que falou também com outros pré-candidatos à presidência, como Major Olimpio (PSL) e Tasso Jereissati (PSDB). "É um jogo de paciência, dia a dia, e as resoluções só se dão na véspera da eleição. Estou otimista."

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Moro ficará seis meses recebendo salário de ministro sem poder advogar
Política
Mais quatro cidades de MS podem ter calamidade pública reconhecida
Política
PL das Fake News será votada no Senado na próxima semana
Política
Reinaldo aceita “Desafio do Leite”
Política
Celso de Mello rejeita pedido para apreender celular de Bolsonaro
Política
Jair Bolsonaro é filiado ao PT após dados vazados pelos Anonymous
Polícia
Fábio Trad usa as redes para apoiar manifestações de torcidas contra Bolsonaro
Política
Moro responde Bolsonaro: Desejava rebelião armada contra medidas sanitárias
Política
"Prefeitura prorrogará toque de recolher", diz Marquinhos
Política
Bolsonaro pede para apoiadores não irem à protesto contra o governo dia 7

Mais Lidas

Política
Moro ficará seis meses recebendo salário de ministro sem poder advogar
Cidade
Famílias do "Linhão" começam a ser reassentadas
Saúde
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS, diz SES
Internacional
Soldados do Exército paraguaio estão na fronteira para barrar entrada de brasileiros