Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Senar 18 10 21
Tecnologia

App polêmico busca fotos de amigos com pouca roupa no Facebook

30 outubro 2012 - 09h51itunes.apple.com/Terra

Um aplicativo para iPhone tem preocupado agências que trabalham contra exploração infantil na internet e em defesa da privacidade na rede. É o app Badabing!, que vasculha os perfis dos internautas no Facebook buscando fotos em que aparecem com "roupas reveladoras", descreve o Daily Mail.

Na iTunes Store, o mote do aplicativo é facilitar a busca por fotos de conhecidos na praia ou na piscina.

Na prática, diz o jornal, o aplicativo, à venda por US$ 1,99, usa uma tecnologia de reconhecimento de imagens para encontrar as fotos em que "aparece mais pele". Uma vez que tenham sido descobertas e reunidas, os usuários podem não só vê-las como adicioná-las aos favoritos e compartilhar com outros amigos.

O app chama a atenção para o possível uso de imagens insinuantes postadas por internautas, muitas vezes sem consciência dos perigos de compartilhar esse tipo de conteúdo na rede.

Pesquisa divulgada na semana passada pela organização Internet Watch Foundation (IWF) indica que 88% das fotos e vídeos caseiros sexualmente explícitos de pessoas jovens foram retiradas do seu site original e publicadas em outras páginas na internet sem conhecimento dos usuários que aparecem nelas.

Foram analisadas 12 mil imagens e vídeos do gênero, presentes em 68 sites, durante 48 horas.

Conforme a publicação da IWF, enquanto os usuários usaram sites como redes sociais para publicar e compartilhar as imagens originalmente, os sites parasitas - como chamaram os pesquisadores - que replicaram os arquivos eram voltados especificamente à conteúdos explícitos.

"Encontramos muitas fotos íntimas que foram copiadas do local original e então republicadas em outros sites para formar coleções há algum tempo, mas essa é a primeira vez que conseguimos demonstrar a extensão disso", diz Sarah Smith, pesquisadora técnica da IWF.

Além disso, recentemente o site Reddit retirou do ar alguns fóruns dedicados à divulgação de fotos de mulheres desconhecidas com roupas justas ou curtas. As imagens eram publicadas sem o conhecimento delas.

De acordo com o Daily Mail, o aplicativo tem o potencial de acelerar a divulgação de imagens de menores na rede. "Infelizmente sempre haverá uma tecnologia ou dispositivo que pode ser explorado", disse um porta-voz de uma agência de proteção das crianças britânica ao jornal.

Comentários no site do aplicativo na iTunes Store também dão um parecer negativo sobre o app. "Eu acho que é um app esquisito e não quero minhas fotos usadas desse jeito", disse um internauta.

Via Terra

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tecnologia
Facebook e Instagram voltam a funcionar após ficarem 6 horas fora do ar
Tecnologia
WhatsApp, Instagram e Facebook permanecem fora do ar; outras redes começam a falhar
Tecnologia
Sem zap: Advogada desmaia após mensagem não ser entregue
Tecnologia
Além de apps, usuários reclamam de instabilidade em operadoras e internet
Tecnologia
WhatsApp fora do ar: veja outras alternativas para se comunicar
Tecnologia
Fundect faz chamamento a bolsistas com foco em startups
Tecnologia
Reunião para votar leilão do 5G está marcada para sexta-feira
Tecnologia
Plataforma do governo ajuda na resolução de problemas entre consumidores e empresas
Tecnologia
Certificado Nacional de Vacinação já está disponível pela internet
Tecnologia
Novas medidas de segurança para pix visam coibir sequestros e roubos

Mais Lidas

Clima
Áudio: Atenção - tabela do Inmet é real, não é fake
Clima
Vídeo: Força-tarefa está pronta para novo vendaval
Internacional
Alec Baldwin dispara com arma cenográfica e mata diretora de fotografia
Clima
Previsão de chuva com ventos assusta