Menu
Busca quarta, 18 de setembro de 2019
(67) 99647-9098
Turismo

MS estimula o turismo com melhorias no transporte

Agepan permite o uso de veículo de passeio a pequenos grupos.

09 julho 2019 - 12h30Sarah Chaves, com informações da assessoria

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) aprimorou a norma sobre os tipos de veículos permitidos, uma  mudança na regra sobre o transporte turístico de passageiros entre municípios que vai melhorar as condições da oferta do serviço pelas empresas do setor em Mato Grosso do Sul.

agora passa a ser possível às empresas locadoras de veículos com motorista e às agências de turismo com frota própria utilizar automóvel de passeio, a Agência  a regulamentação, incluindo a permissão para veículos menores que os já autorizados ônibus e micro-ônibus atualmente utilizados. Na prática, isso significa que a empresa poderá levar um grupo de quatro, cinco pessoas que desembarcam em Campo Grande para um destino turístico no interior, por exemplo, em um modelo SUV ou similar que comporte o grupo, sem necessidade de utilizar um veículo de grande porte, onde sobrariam lugares vagos e o custo por usuário seria maior. Com a medida, a Agência Reguladora permite às empresas de turismo melhorar o atendimento, utilizando uma prática que já é comum em muitos lugares do Brasil e do mundo.

Para estar regularizado, o veículo tem que ser cadastrado pelas empresas junto à Agepan e ao Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur/Ministério do Turismo) como destinado à oferta desse tipo serviço, assim como ocorre com os ônibus e micro-ônibus turísticos.

Estímulo ao turismo

Para o diretor-presidente em exercício da Agepan, Ayrton Rodrigues, o aprimoramento da norma é justificado como uma forma de estimular o setor turístico no estado, e, ao mesmo tempo, atender às diretrizes definidas na Política Nacional do Turismo. “De acordo com a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, o perfil de visitantes que vêm ao estado inclui muitos casais e grupos pequenos, o que muitas vezes inviabiliza e encarece o uso de veículo superior à necessidade para determinadas viagens, naquelas situações em que um carro menor comporta o turista ou um pequeno grupo, não haverá restrição de uso, desde que sejam obedecidas as normas legais”, explica.

Veículos de passeio comuns, pertencentes a particulares e que não se enquadrem nas normas, continuam proibidos de fazer o transporte remunerado de pessoas, sejam turistas ou passageiros de linhas regulares, sendo considerados clandestinos e passíveis de multa e apreensão.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Turismo
Após acordo, Pantaneta está confirmada para o mês de outubro
Turismo
Sectur estuda aumentar passeios do City Tour
Turismo
Bonito terá voos direto de Guarulhos ainda este ano
Turismo
Programa Investe Turismo é lançado com meta de melhorar destinos turísticos e gerar emprego em MS
Turismo
Longen visa desenvolver o turismo no MS
Turismo
Reinaldo e Marcelo Álvaro entregam obra em Bonito

Mais Lidas

Geral
Supermercado Real, no São Conrado, é autuado por vender produtos vencidos
Brasil
Vídeo – Torcedor do Athletico tem a mão dilacerada ao manusear rojão
Internacional
Vídeo - De cueca, homem cai de prédio ao fugir da casa da amante
Oportunidade
TIM abre vagas para jovem aprendiz na capital