Menu
Busca segunda, 10 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Governo 03
Turismo

MS estimula o turismo com melhorias no transporte

Agepan permite o uso de veículo de passeio a pequenos grupos.

09 julho 2019 - 12h30Sarah Chaves, com informações da assessoria

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) aprimorou a norma sobre os tipos de veículos permitidos, uma  mudança na regra sobre o transporte turístico de passageiros entre municípios que vai melhorar as condições da oferta do serviço pelas empresas do setor em Mato Grosso do Sul.

agora passa a ser possível às empresas locadoras de veículos com motorista e às agências de turismo com frota própria utilizar automóvel de passeio, a Agência  a regulamentação, incluindo a permissão para veículos menores que os já autorizados ônibus e micro-ônibus atualmente utilizados. Na prática, isso significa que a empresa poderá levar um grupo de quatro, cinco pessoas que desembarcam em Campo Grande para um destino turístico no interior, por exemplo, em um modelo SUV ou similar que comporte o grupo, sem necessidade de utilizar um veículo de grande porte, onde sobrariam lugares vagos e o custo por usuário seria maior. Com a medida, a Agência Reguladora permite às empresas de turismo melhorar o atendimento, utilizando uma prática que já é comum em muitos lugares do Brasil e do mundo.

Para estar regularizado, o veículo tem que ser cadastrado pelas empresas junto à Agepan e ao Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur/Ministério do Turismo) como destinado à oferta desse tipo serviço, assim como ocorre com os ônibus e micro-ônibus turísticos.

Estímulo ao turismo

Para o diretor-presidente em exercício da Agepan, Ayrton Rodrigues, o aprimoramento da norma é justificado como uma forma de estimular o setor turístico no estado, e, ao mesmo tempo, atender às diretrizes definidas na Política Nacional do Turismo. “De acordo com a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, o perfil de visitantes que vêm ao estado inclui muitos casais e grupos pequenos, o que muitas vezes inviabiliza e encarece o uso de veículo superior à necessidade para determinadas viagens, naquelas situações em que um carro menor comporta o turista ou um pequeno grupo, não haverá restrição de uso, desde que sejam obedecidas as normas legais”, explica.

Veículos de passeio comuns, pertencentes a particulares e que não se enquadrem nas normas, continuam proibidos de fazer o transporte remunerado de pessoas, sejam turistas ou passageiros de linhas regulares, sendo considerados clandestinos e passíveis de multa e apreensão.

 

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Turismo
Bonito decreta retomada das atividades turísticas em junho

Mais Lidas

Economia
Com totens indicativos, produtos de MS ganham destaque nas prateleiras
Campanha “Compre de MS” busca incentivar consumo de produtos da indústria local
Saúde
Vídeo: Recém-nascido recebe alta após superar coronavírus em MS
Internacional
Polícia tenta impor distanciamento em praia e é atacada
Geral
Focos de incêndios no Pantanal ultrapassam os 3,5 mil apenas em Corumbá