Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Brasil

Ciência sem Fronteiras abre inscrições para bolsas

16 outubro 2013 - 11h57Via Portal Brasil
O governo federal abriu nessa terça-feira (15) as inscrições para as bolsas de estudo de "graduação-sanduíche" do programa Ciência sem Fronteiras. Foram feitas 22 chamadas para a seleção de universitários interessados em estudar em 20 países. As inscrições dos editais atuais vão até 29 de novembro. Já as viagens estão previstas para começar no segundo semestre de 2014.

Para participar da seleção é necessário estar matriculado em um curso de graduação de uma instituição de ensino superior cadastrada no programa. O curso deve fazer parte de uma das áreas contempladas pela bolsa, como as de ciências exatas e biológicas. É obrigatório também ter participado de alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) entre 2009 e 2012, ou estar matriculado na edição de 2013, que acontece nos dias 26 e 27 de outubro.

Os países com inscrições abertas são: Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, China, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Reino Unido e Suécia.

Em alguns casos, é preciso que o aluno comprove competência mínima no idioma do país escolhido. Na Alemanha, por exemplo, é possível realizar um curso de línguas que varia entre dez semanas e seis meses, dependendo do conhecimento do aluno antes das aulas.

O Programa
O Ciência sem Fronteiras foi lançado em 2011 pelo governo federal, com o intuito de incentivar o intercâmbio de universitários brasileiros em estudos e pesquisas em outros países. De julho de 2011 a setembro de 2013, já foram concedidas 53.552 bolsas de estudos para alunos de diversas áreas.

Ao todo, foram 43.184 oportunidades na graduação sanduíche, 5.155 no doutorado sanduíche, 3.146 no pós-doutorado, 1.316 no doutorado pleno e 751 no Jovens Talentos/Pesquisador Visitante.

Engenharias e demais tecnologias são as áreas mais procuradas. Depois, vem biologia, ciências biomédicas e área da saúde. Por fim, ciências exatas e ciências da terra.

Os Estados Unidos estão em primeiro lugar na escolha dos alunos inscritos. Segundo o MEC, 16.571 candidatos foram estudar em universidades norte-americanas. Em seguida estão Canadá e França.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
VÍDEO: Mulher é agredida com pedrada na cabeça e arrastada pela calçada
Brasil
Justiça Eleitoral torna Crivella inelegível
Brasil
Recriação do Ministério das Comunicações segue para sansão de Bolsonaro
Brasil
Guedes diz que reforma deve ter tributos alternativos
Brasil
Federal apura desvios de mais de R$ 2 milhões no SUS
Brasil
Mudam as leis de trânsito, confira as alterações
Brasil
Elias Maluco é encontrado morto em presídio
Brasil
Vídeo: Assaltante é agredido pela população e sofre ferimentos na cabeça
Brasil
Vídeo: Casal de ladrões apanham de moradores durante tentativa de roubo
Brasil
PF e órgãos estaduais apuram causas de incêndios no Pantanal

Mais Lidas

Cidade
Parque das Nações deve reabrir dia 9 de outubro
Cidade
Procon suspende atividades de Auto Escola
Cidade
Anatel pode impedir ligações de telemarketing indesejadas no MS
Polícia
Vídeo: Oficial da Marinha morre afogado após gritar: "Eu já tenho a salvação!”