Menu
Busca sábado, 14 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
TJMS Dezembro-19
Cidade

Desassoreamento: 20 mil m³ de areia já foram retirados do lago maior

Até outubro, 140 mil metros cúbicos de sedimentos devem ser retirados

18 julho 2019 - 08h36Joilson Francelino, com informações da assessoria

O cenário de canteiro de obras com retroescavadeiras e caminhões rodando pra lá e pra cá transformaram a paisagem do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. Quem frequenta o local sabe que o movimento é por causa do desassoreamento do lago e entende que o transtorno momentâneo é para o bem maior.

Desde que teve início em 11 de junho deste ano, a obra de desassoreamento já retirou 20 mil metros cúbicos de areia do lago maior do Parque das Nações Indígenas já. A estimativa é escavar, ao menos, 140 mil metros cúbicos de sedimentos para manter o espaço com vida.

Executados pela Prefeitura de Campo Grande em parceria com o Governo do Estado, os trabalhos de retirada são feitos de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. R$ 1,5 milhão é investido no local. O cronograma da obra segue em dia, com prazo para encerramento em outubro deste ano.

“A chuva atrapalha um pouco, pois é difícil para o maquinário trabalhar com a areia molhada”, explicou o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos da Capital, Rudi Fioresi. Mas, segundo ele, a equipe está empenhada para agilizar o desassoreamento. “Seis retroescavadeiras, uma pá carregadeira e 20 caminhões fazem o trabalho”.

Recuperação

O desassoreamento do lago faz parte das seis ações realizadas pelo Governo do Estado para a revitalização do Parque das Nações indígenas, frequentado diariamente por cerca de duas mil pessoas.

Será construído um piscinão no Córrego Reveilleau, na esquina das avenidas Mato Grosso com Hiroshima; feito o controle de erosão e recomposição vegetal das margens do Córrego Joaquim Português; e executada a implantação de uma comporta de regulação do nível do lago, tão logo o desassoreamento esteja concluído.

Para evitar que o lago volte a ficar assoreado, com o carreamento de areia junto com a enxurrada que desce dos bairros do entorno do Parque dos Poderes, serão executados dois projetos, nos córregos Reveilleau e Manoel Português, cujas águas formam o lago.

No Reveilleau, será implantado um piscinão, inicialmente projetado para armazenagem de 22 mil metros cúbicos de água. No Manoel Português, o Governo do Estado vai executar obras de controle de erosão e replantio da vegetação nas margens. Os projetos já estão sendo contratados e a licitações devem ocorrer até dezembro de 2019.

PMCG - Cidade do Natal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Prefeitura entregou cartões com crédito imobiliário e CRFs neste sábado
Cidade
Natal a cinquenta reais
Cidade
Sorteio de lotes durante o Habita Campo Grande deste sábado é cancelado
Cidade
Marquinhos inaugura a Cidade do Natal
Cidade
Afonso Pena está parcialmente interditada para inauguração da Cidade do Natal
Cidade
Habita Campo Grande sorteará 30 lotes neste sábado
Cidade
Vídeo: “Gratidão eterna”, diz Luciano Huck sobre Campo Grande
Cidade
Projeto Férias no Parque tem início nesta segunda-feira
Cidade
Lar do trabalhador ganha Praça Sustentável e intergeracional
Cidade
Roda-gigante da Cidade do Natal chega neste sábado

Mais Lidas

Geral
Bolsonaro afirma incluir policiais condenados em indulto natalino
Polícia
Homem foge após tenta matar ex-esposa e ex-cunhada
Esportes
Al Hilal vence e encara Flamengo nas semifinais
Cidade
Prefeitura entregou cartões com crédito imobiliário e CRFs neste sábado