Menu
Busca terça, 20 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Cidade

Desassoreamento: 20 mil m³ de areia já foram retirados do lago maior

Até outubro, 140 mil metros cúbicos de sedimentos devem ser retirados

18 julho 2019 - 08h36Joilson Francelino, com informações da assessoria

O cenário de canteiro de obras com retroescavadeiras e caminhões rodando pra lá e pra cá transformaram a paisagem do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. Quem frequenta o local sabe que o movimento é por causa do desassoreamento do lago e entende que o transtorno momentâneo é para o bem maior.

Desde que teve início em 11 de junho deste ano, a obra de desassoreamento já retirou 20 mil metros cúbicos de areia do lago maior do Parque das Nações Indígenas já. A estimativa é escavar, ao menos, 140 mil metros cúbicos de sedimentos para manter o espaço com vida.

Executados pela Prefeitura de Campo Grande em parceria com o Governo do Estado, os trabalhos de retirada são feitos de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. R$ 1,5 milhão é investido no local. O cronograma da obra segue em dia, com prazo para encerramento em outubro deste ano.

“A chuva atrapalha um pouco, pois é difícil para o maquinário trabalhar com a areia molhada”, explicou o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos da Capital, Rudi Fioresi. Mas, segundo ele, a equipe está empenhada para agilizar o desassoreamento. “Seis retroescavadeiras, uma pá carregadeira e 20 caminhões fazem o trabalho”.

Recuperação

O desassoreamento do lago faz parte das seis ações realizadas pelo Governo do Estado para a revitalização do Parque das Nações indígenas, frequentado diariamente por cerca de duas mil pessoas.

Será construído um piscinão no Córrego Reveilleau, na esquina das avenidas Mato Grosso com Hiroshima; feito o controle de erosão e recomposição vegetal das margens do Córrego Joaquim Português; e executada a implantação de uma comporta de regulação do nível do lago, tão logo o desassoreamento esteja concluído.

Para evitar que o lago volte a ficar assoreado, com o carreamento de areia junto com a enxurrada que desce dos bairros do entorno do Parque dos Poderes, serão executados dois projetos, nos córregos Reveilleau e Manoel Português, cujas águas formam o lago.

No Reveilleau, será implantado um piscinão, inicialmente projetado para armazenagem de 22 mil metros cúbicos de água. No Manoel Português, o Governo do Estado vai executar obras de controle de erosão e replantio da vegetação nas margens. Os projetos já estão sendo contratados e a licitações devem ocorrer até dezembro de 2019.

Prefeitura - Niver CG

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Agehab tem três projetos para habitação de interesse social
Cidade
Prefeitura divulga gabarito preliminar do concurso na área da saúde
Cidade
Voos acontecem sem atrasos e cancelamentos no aeroporto nesta manhã
Cidade
Cinco empresas “brigam” por licitação de R$ 1 milhão
Cidade
Vídeo - Eduardo Costa cita Campo Grande como modelo para o Brasil
Cidade
Prefeitura quer transformar Hotel Campo Grande em residencial da Emha
Cidade
Obras de recapeamento e drenagem na Vila Nasser serão retomadas
Cidade
AO VIVO – Emha sorteia 160 unidades habitacionais em Campo Grande
Cidade
Guarda inaugura base para reforçar a segurança na região do Anhanduizinho
Cidade
VÍDEO - Acompanhe o sorteio de unidades habitacionais em Campo Grande

Mais Lidas

Brasil
Vídeo mostra enfermeiro dando tapa na cara de paciente em UPA
Geral
Servidor público comete suicídio com cinto
Polícia
Ossada de desaparecido há um ano, é encontrada e reconhecida por família
Polícia
Vídeo - Mulher é espancada após flagrar marido beijando funcionária