Menu
Busca quinta, 02 de dezembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS nov21
Cidade

Escola Sesi abre inscrição para curso de primeiros socorros obrigatório

O curso é destinado aos professores, que devem ser capacitados para executar os primeiros socorros até a chegada do médico

03 fevereiro 2019 - 07h40Da redação com assessoria

Após um incidente acontecer com um aluno em uma excursão, uma lei trata com obrigatoriedade a capacitação de professores e funcionários nas instituições de ensino, para que os mesmos saibam como agir em situação de emergência.

O Sesi procura por medidas de prevenção e desenvolveu um curso de primeiros socorros nas escolas, voltado para professores, que por meio de aulas teóricas e práticas irá capacitá-los em situações de emergência. As inscrições para primeira turma de 2019, estão abertas e os professores que tem interesse pode garantir a vaga, já que são limitadas.

As aulas são presenciais e serão realizadas nos dias 7 e 8 de fevereiro, das 18 às 22 horas, na Faculdade do Senai de Campo Gander. Para se matricular, basta ligar no 0800 723 7374 e seguir as orientações e receber outras informações sobre os documentos necessários. É possível pagar a taxa de inscrição no dia do curso, em dinheiro ou com cartão de débito.

Os profissionais precisam cumprir a carga horaria regulamente, concluindo um total de 8 horas para receber o certificado do Sesi, que atesta ao estabelecimento que os professores e funcionários estão capacitados para agir identificar e agir preventivamente até o socorro médico chegar, atendendo as demandas conforme a lei.

Lei Lucas 

Em outubro de 2017, Lucas Begalli Zamora de Souza morreu depois de engasgar com um cachorro-quente durante uma excursão da escola, no município de Cordeirópolis (SP). O caso chamou a atenção para a realidade de instituições de ensino do Brasil afora - segundo dados da ONG Criança Segura, menos de 1% dos estabelecimentos de educação infantil contam com funcionários capacitados para agir em situações de emergência.

Desde o ocorrido, a mãe do menino, Alessandra Begalli, atua para tornar lei a obrigatoriedade da capacitação de professores e funcionários das escolas. Por causa do trabalho, a Lei Federal nº 13.722/2018, de 04 de outubro de 2018, foi batizada de “Lei Lucas”.

Asa - anestesistas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Estado reduzirá taxas do Detran em até 20%
Cidade
13º é ponto de partida para recuperação do comércio na Capital, diz Adelaido
Cidade
Festival Delivery segue até o dia 15 de dezembro na Capital
Cidade
Procon autua lojas virtuais por irregularidades durante a Black Friday
Cidade
Prefeitura irá criar barreiras sanitárias no Aeroporto e Rodoviária
Cidade
Prefeitura inicia obra de revitalização na Avenida Calógeras
Cidade
Mais de 60 mil pessoas não retornaram para receber segunda dose da vacina em Campo Grande
Cidade
Guarda Civil Metropolitana aumenta efetivo para segurança no final de ano
Cidade
JD1TV: Prefeitura exigirá passaporte sanitário em eventos, avisa Marquinhos
Cidade
Campo Grande vai investir no empreendedorismo feminino

Mais Lidas

Brasil
Carteiro é baleado ao fazer entrega em condomínio; assista
Vídeos
Homem se masturba na frente de crianças em condomínio; assista
Polícia
Mulher encontra corpo de bebê escondido em sacola ao descongelar geladeira
Internacional
Perereca suicida? Modelo atira na própria vagina ao gravar vídeo erótico