Menu
Menu
Busca quarta, 12 de junho de 2024
Fiems topo capa
Cidade

Lei de saúde mental pretende ampliar número de psicólogos na Capital

A audiência pública sobre o tema "A saúde mental que queremos para Campo Grande" ocorreu hoje na Casa de Leis

06 fevereiro 2023 - 13h26Taynara Menezes     atualizado em 06/02/2023 às 14h06

A Lei Municipal de Saúde Mental quer aumentar o número de psicólogos na Capital e facilitar o acesso dos profissionais aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde). A audiência pública sobre o tema “A saúde mental que queremos para Campo Grande – Lei das Diretrizes da Saúde Mental” aconteceu nesta segunda-feira (6), a Câmara Municipal de Campo Grande.

Sancionada no dia 13 de janeiro de 2023, a lei 7.000, é de autoria do Vereador Dr. Victor Rocha, ele afirma que a intenção é criar diretrizes da Rede de Atenção Psicossocial para Pessoas Acometidas de Sofrimento e Transtorno Mental no Município de Campo Grande.

"Esta lei foi construída por muitas mãos, Conselho de Psicologia, profissionais, usuários, Conselho Municipal, Defensoria Pública e Legislativo, agora, nós temos a lei numero 7 mil trazendo a garantia de direitos dos usuários do sistema único de saúde, tanto para doenças mentais quanto para os problemas relacionados ao abuso do uso de álcool e drogas", esclareceu o vereador.

O parlamentar ainda destacou que este é um problema antigo, mas que agora poderá ser solucionado com o auxílio da administração municipal.

"A saúde mental que nós temos tem vários problemas, uma delas é a grande necessidade de atendimento a psicologia e uma das alternativas, que encaminharemos para a prefeita Adriane Lopes, é da necessidade da ampliação do número de psicólogos e, se possível, a inserção do psicólogo na equipe de saúde com médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e os agentes de saúde, fazendo parte da equipe multiprofissional na unidade próximo a onde todos nos moramos", pontuou.

Os direitos e a proteção das pessoas acometidas de transtorno mental de que trata esta Lei são assegurados sem qualquer forma de discriminação quanto à etnia, cor, sexo, orientação sexual, religião, opção política, nacionalidade, idade, constituição familiar, recursos econômicos e ao grau de gravidade ou tempo de evolução de seu transtorno, ou qualquer outra.

Confira a fala do vereador abaixo: 

 

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fumacê
Cidade
Fumacê passa pelo Nova Lima e Santo Antônio nesta quarta-feira
Estabelecimento Penal Jair Ferreira De Carvalho, a Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande
Justiça
MPMS pede fim das cantinas nas prisões de Mato Grosso do Sul
Lixão -
Cidade
Lixo de Jaraguari será encaminhado para o aterro sanitário de Campo Grande
Estão abertas as inscrições do processo seletivo para assistente educacional inclusivo
Cidade
Estão abertas as inscrições do processo seletivo para assistente educacional inclusivo
Erosão no Córrego Prosa, região em frente ao estacionamento da Uniderp
Cidade
Moradores reclamam de erosão no Córrego Prosa desde o último temporal
Dia dos Namorados deve movimentar o comércio de Campo Grande
Cidade
Dia dos Namorados deve movimentar o comércio de Campo Grande
Festa junina também arrecadará donativos para população gaúcha
Cidade
Festa Junina da Assembleia será dia 22
TJMS promove conciliação de precatórios e movimenta R$ 1,4 milhão
Justiça
TJMS promove conciliação de precatórios e movimenta R$ 1,4 milhão
Gabriela está presa preventivamente
Justiça
TJMS mantém prisão preventiva de cunhada que matou Pedro a facadas em Campo Grande
Local periciado
Justiça
Seis anos depois, "Xande" é julgado por homicídio de garoto em Campo Grande

Mais Lidas

Imagem ilustrativa
Polícia
Mulher com bebê no colo é ferida com tiro em 'briga' de trânsito no Coophavila
Sexta-feira não será feriadão
Geral
Sexta-feira não será feriadão
Depac DDOS
Polícia
Mãe sofre acidente ao saber da morte do filho de 16 anos em Dourados
Corpo foi encontrado dentro do Rio Anhanduí
Polícia
AGORA: Mulher com perfuração na barriga é encontrada boiando no Rio Anhanduí