Menu
Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2024
Secovi
Comportamento

Cão pantaneiro: cachorro é flagrado tentando caçar iguana no Pantanal

O registro foi feito pelo fotógrafo Guilherme Giovanni, em Corumbá; Veja

16 março 2023 - 16h55Brenda Leitte    atualizado em 16/03/2023 às 16h58

Em mais um dia de trabalho no Pantanal de Mato Grosso do Sul, o fotógrafo Guilherme Giovanni registrou uma sequência de fotos impressionantes de um cachorro tentando caçar uma iguana, em Porto Esperança, distrito de Corumbá. Apesar da dura batalha, a iguana conseguiu escapar e fugir pelo rio.

“O cachorro estava próximo a um pequeno corixo e me chamou atenção o barulho de algo se mexendo na mata, direcionei a câmera e vi o cão surgindo com a iguana na sua boca, ela se soltou mas ele conseguiu em uma ocasião pega lá novamente, mas ela conseguiu fugir e se jogou na água, nadando para longe”, contou Guilherme.

Foto: Guilherme Giovanni

As imagens foram feitas na última sexta-feira (10), e o fotógrafo comentou que o cão ainda tentou recapturar a iguana, mas sem sucesso. “A reação dele foi de perseguir, mas elas são muito rápidas e exímias nadadoras, era praticamente impossível ele recapturar, apesar de ter ficado um tempo farejando o local e depois se retirou calmamente”.

No início da pandemia de Covid-19, Guilherme, que então era educador físico, decidiu largar a profissão para se tornar fotógrafo. Porém, tendo Corumbá como cidade natal, já fazia registros da "vida real" dos pássaros que têm o Pantanal como morada ou daqueles que passam pelo local em processo migratório.

Acostumado a observar a vida da fauna pantaneira, Guilherme comenta que percebe que os cães que vivem no bioma estão habituados a caçar ou interagir com a fauna nativa. Ele, ao contrário, faz os registros sem interferir na cena.

“Meu trabalho é registrar tudo com o máximo de cuidado e jamais interferir na cena fotografada, por mais forte que seja. Vejo esses registros como uma forma de mostrar às pessoas a dinâmica de vida no Pantanal, assim como estimular a preservação das espécies, estar próximo a essa biodiversidade e passar a mensagem de conscientização é uma imensa satisfação pra mim”, conta. *Com informações do portal g1.

Foto: Guilherme Giovanni

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Companhia aérea realiza voo canino
Comportamento
Companhia aérea inova, e realiza voo canino com direito a sapato para morder
Abrigo no Rio Grande do Sul
Comportamento
Número de pessoas em abrigos no RS diminuiu 27% nesta semana
Folga menstrual
Comportamento
AGEMS institui folga menstrual que será projeto piloto no governo estadual
Carlo Acutis
Comportamento
Adolescente italiano que curou criança de Campo Grande vai virar santo
Cantor Milionário
Comportamento
Cantor sertanejo Milionário é internado em hospital em Rio Preto
Rock in Rio
Comportamento
Ingressos da pré-venda para o Rock in Rio 2024 esgotam em duas horas
Imagem Ilustrativa
Comportamento
2º Festival Hamburgueiros do MS será nos dias 30 e 31 de maio e 1 e 2 de junho
Sabor do Bem
Comportamento
JD1TV: Festival de gelato reverte vendas em doação para a AACC/MS
Hugo e Guilherme
Comportamento
JD1TV: Municipalizado Campo-grandense! Hugo e Guilherme falam sobre 'No Pelo 360'
Viola Caipira
Comportamento
1° Festival Pantaneiro da Viola Caipira será em junho na Capital; veja como participar

Mais Lidas

Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora foi morta a pauladas por 'amigo' após não entrar em esquema de golpe
Amalha foi vítima de três sessões de espancamento antes de ser morta em Porto Seco
Polícia
Amalha foi vítima de três sessões de espancamento antes de ser morta em Porto Seco
Amalha era corretora de imóveis
Polícia
AGORA: Choque prende um dos autores do assassinato da corretora Amalha Mariano
O caso foi registrado na Depac Cepol em Campo Grande
Polícia
Mulher é ameaçada de morte por agiota na Capital: 'vai pagar por bem ou por mal'