Menu
Busca sábado, 23 de março de 2019
(67) 99647-9098
TJMS março-19
Cultura

Cantora Whitney Houston morre aos 48 anos; investigação inicial aponta afogamento como causa

11 fevereiro 2012 - 23h39Reprodução

Notícia atualizada às 10h30 (horário de Campo Grande), em 11 de fevereiro de 2012.

Uma investigação inicial aponta que a causa da morte de Whitney pode ter sido afogamento - a cantora foi encontrada morta na banheira no último sábado (11). No quarto do hotel não foram encontradas drogas e bebidas alcoólicas. Policiais disseram que localizaram apenas frascos e cápsulas de remédios. A informação é do site “TMZ”.

Paramédicos retiraram o corpo de Whitney Houston do hotel Beverly Hilton, em Beverly Hills, durante a madrugada deste domingo (12) e levaram para o necrotério onde será realizada a autópsia.

O capitão Brian Elias, do escritório de investigação de Los Angeles, disse que os exames para detectar a causa da morte ainda não foram agendados e que os investigadores estão aguardando os relatórios antes que a autópsia possa ser conduzida. A informação é da agência de notícias Associated Press.

A cantora e atriz norte-americana Whitney Houston morreu aos 48 anos. De acordo com a polícia local, Houston foi encontrada morta em seu quarto, no hotel Beverly Hilton, em Beverly Hills. Não havia sinais aparentes de crime ou violência, declarou um porta-voz da polícia a jornalistas diante do hotel. Segundo Kirsten Foster, assessor da estrela, a causa da morte permanece desconhecida e está sendo investigada.

Segundo a polícia de Beverly Hills, seguranças do hotel fizeram uma ligação de emergência sobre Houston às 15h43 locais (21h43 no horário de Brasília). Uma equipe de paramédicos já estaria no hotel por conta de uma festa do Grammy e teria tentado ressuscitar, sem sucesso, a cantora. Às 15h55, Houston foi declarada morta.

Whitney falou com sua mãe, Cissy Houston, e com sua prima, Dionne Warwick, horas antes de morrer, e ambas disseram que não perceberam nada de diferente com a cantora e que ela estava com uma voz normal no telefone. A conversa teria girado em torno da participação de Whitney na festa pré-Grammy organizada por Clive Davis. Pessoas próximas à Dionne disseram que ela está inconsolável. A mãe da cantora ficou desesperada ao saber que a filha morreu. A informação é do site "TMZ".

Seu ex-marido, Bobby Brown, está "devastado", segundo disse um familiar próximo à revista "People". "Tinham em comum a sua filha Bobbi Kristina e queriam criá-la juntos. Não se odiavam. De fato, havia muito respeito entre eles. É um duro golpe para Bobby. Está devastado. Ele gostava muito dela. São momentos muito tristes", acrescentou.

Whitney se casou com Brown, um cantor de soul, em 1992. Tiveram sua filha um ano depois e após uma relação tumultuada, que incluiu uma denúncia da cantora por violência doméstica, o casal se divorciou em 2007.

A notícia da morte de Whitney Houston surge na véspera da maior premiação da música mundial, o Grammy, que será realizado neste domingo (12), em Los Angeles, com um tributo à cantora. Um de seus mentores de longa data, o produtor Clive Davis, chegou a afirmar que ela estaria presente à festa e, inclusive, deveria cantar. "É a noite favorita dela no ano, então quem sabe..."

As cantoras Aretha Franklin, Mariah Carey e Jennifer Lopez, entre outras, também lamentaram a perda de Houston.

Vida e carreira
Houston foi uma das artistas mais vendidas no mundo da música nos anos 1980 e 1990. Seu sucesso musical a levou até o cinema, com seu filme mais famoso sendo "O Guarda-Costas", com Kevin Costner.

No final da carreira, no entanto, Houston começou a mergulhar no mundo das drogas e o número de hits da cantora foi diminuindo. Ela confessou que usava cocaína, maconha e medicamentos controlados, o que acabou prejudicando sua tão famosa voz.

Somente nos EUA, Houston vendeu mais de 55 milhões de álbuns.  O sucesso a levou da música para o cinema, atuando em filmes como "O Guarda-Costas", com Kevin Costner, e "Falando de Amor", dirigido por Forest Whitaker.

No final de sua carreira, Houston tornou-se célebre por abusar das drogas. As vendas de seus álbuns diminuíram, e sua imagem serena foi abalada por um comportamento violento e aparições públicas bizarras. Ela confessou ter abusado de maconha, cocaína e comprimidos, e sua voz foi ficando cada vez mais rouca, fazendo com que ela não conseguisse atingir as altas notas que a tornaram famosa.

Com informações da AP, TMZ, People e Uol/SP.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Em duas semanas, Top Circo leva mais de mil pessoas a espetáculo
Cultura
Sesc Morada tem samba, rock e MPB nas noites de happy hour
Cultura
Noite cultural na Esplanada Ferroviária lança semana do artesão
Cultura
Sesc Cultura terá estúdios de pintura e cerâmica
Cidade
Paróquia São José comemora 70 anos com quermesse e noite italiana
Cultura
Sesc Cultura tem cinema gratuito nesta semana
Cultura
Sesc promove oficina de arte contemporânea e cinema para crianças
Cultura
Com homenagem a Marielle Franco, Mangueira conquista carnaval no Rio
Cultura
Pela 1º vez, a Mancha Verde é campeã do carnaval de SP
Cultura
Carnaval 2019: Vila Carvalho é a campeã

Mais Lidas

Oportunidade
JBS tem 30 vagas em Campo Grande
Polícia
Adolescentes desaparecidas são encontradas em SP
Geral
Trabalhadores protestam contra reforma da Previdência
Opinião
Contemporaneidade ou pré-julgamento?