Menu
Busca segunda, 25 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS Janeiro/21 juizado de transito
Cultura

Cinema (d)e Horror traz O Operário, de Brad Anderson

21 março 2012 - 09h37Reprodução

Nesta quarta-feira (21) será exibido, às 18h30, no Centro Cultural José Otávio Guizzo, o filme "O Operário", de Brad Anderson. A exibição faz parte do projeto Cinema (d)e Horror, que desde 2008 promove debates a partir de filmes que tratam a categoria “horror”, buscando uma melhor compreensão do universo artístico contemporâneo, numa leitura que se pretende diferente do habitual. Após a exibição do filme será realizado um debate, com abordagem crítica sobre o filme, relacionando-o a obras literárias que também tratam do “horror”.

Sobre o filme
"O Operário" conta a história de Trevor Reznik, um insone operador de máquinas que luta por seu emprego, saúde física e mental. A trama se passa em um ambiente completamente sombrio, cuja iluminação pesada acaba por combinar com o roteiro alucinante que incita o espectador a juntar todas as peças desse quebra-cabeça para tentar entender o que está acontecendo com Trevor. Um filme único que foge do convencional e surpreende com a brilhante atuação de Christian Bale. Culpa, repressão, insônia e paranóia são os elementos de base neste, que é o quinto filme dirigido por Brad Anderson.

Mediadores
Aqueles que participam do projeto ”Cinema (d)e Horror” enquanto mediadores tiveram de escolher um filme e preparar, além de sua sinopse, uma proposta de leitura pra o debate do sobre o mesmo.

Giovana Paganno, acadêmica do curso de Letras da UFMS, é quem media o debate de hoje. De acordo com sua sinopse, "a discussão proposta nessa sessão do Cinema (d)e Horror remete aos limites da mente humana e como a culpa pode afetar o delicado equilíbrio mental do homem".

O projeto “Cinema d(e) Horror”, é desenvolvido pela acadêmica Carolina Barbosa e pela doutora, professora e coordenadora do Mestrado em Estudos de Linguagens da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Rosana Zanelatto  e tem o apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS).

Serviço
Local: Centro Cultural José Octávio Guizzo. Rua 26 de Agosto, 453 - centro.
Classiticação etária: 16 anos
*Será cobrada uma taxa simbólica no valor de R$ 1,00 (hum) real para a manutenção do Cineclube.
Mais informações no site.

senar janeiro21

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Linguiça de Maracaju é o 2º produto a receber o Selo Arte em MS
Cultura
Fundação de Cultura cogita carnaval entre maio e julho em MS
Cultura
Inscrições abertas para Mostra Cultural Apollo Black
Cultura
Luccas e Biel fazem show na comemoração de 95 anos da Feira Central
Cultura
“As andorinhas voltaram”: conheça o novo integrante do Trio Parada Dura
Cultura
Som da Concha terá Banda Haiwanna em sua última live do ano
Cultura
Som da Concha terá shows de Blues e Rock a partir das 18h deste sábado
Cultura
Filme "Nosso Lar" é exibido no último Autocine do ano
Cultura
Jorge, da dupla com Mateus, será pai de uma menina com atual namorada
Cultura
Luan Santana promove "Movimento Pantanal Chama" com live neste domingo

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio