Menu
Busca sábado, 24 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Cultura

Corumbá, a maior cidade pantaneira, comemora 233 anos hoje

21 setembro 2011 - 11h45Arquivo

Aos 233 anos, Corumbá se destaca no cenário nacionalCorumbá foi fundada em 21 de setembro de 1778 a mando do Governador da Capitania de Mato Grosso, Capitão-General Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, com o nome de Nossa Senhora da Conceição de Albuquerque, para impedir os avanços dos espanhóis pela fronteira brasileira em busca de minerais preciosos.

Quando a passagem de barcos brasileiros e paraguaios pelo Rio Paraguai foi liberada, e devido à importância comercial que passou a ter, a localidade foi elevada a distrito em 1838 e, em 1850, a município. Em 1877, Corumbá dispunha de três praças, dez ruas retas e sua população era de aproximadamente 6 mil habitantes.

Durante a Guerra do Paraguai (1864 a 1870), a Freguesia de Santa Cruz de Corumbá - nome que recebeu na emancipação - foi palco de uma das principais batalhas do conflito, sendo ocupada e destruída por tropas de Solano Lopez em 1865. A partir de 1870, ao ser retomada pelo tenente-coronel Antônio Maria Coelho, a cidade começou a ser reconstruída. Na mesma época, imigrantes europeus e de outros países sul-americanos chegaram, impulsionando o desenvolvimento local. Como resultado, Corumbá foi o terceiro maior porto da América Latina até 1930.

Até a década de 1950, os rios Paraguai, Paraná e Prata eram os únicos meios de integração da região. Por isso, a cidade vivia sob a influência dos países da Bacia do Prata, dos quais herdou grande parte dos seus costumes, hábitos e linguagem. Isso ocorreu naturalmente devido à sua localização fronteiriça e ao isolamento físico que sofria na época.

A chegada da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil no início do século XX, porém, deslocou o eixo comercial do sul do Estado - então Mato Grosso - para Campo Grande. Os grandes comerciantes locais mudaram-se para outras cidades e Corumbá passou a priorizar comercialmente a exploração mineral as atividades rurais, como a agropecuária.

A cidade iniciou atividades industriais na década de 1940, com a exploração das reservas de calcário - excelente para a indústria do cimento - e de outros minérios. No fim dos anos 1970, o turismo passou a ser explorado, revelando nova infraestrutura e viabilizando a restauração das construções históricas. Com o Pantanal ocupando 60% de seu território, Corumbá passou a ser chamada de Capital do Pantanal, constituindo-se o principal portal para o santuário ecológico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
3º Festival Gastronômico da Bom Pastor tem início nesta sexta
Cultura
Formação da sociedade sul-mato-grossense é tema de Ciclo de Palestras na capital
Cultura
Esplanada Cultural tem início nesta sexta-feira
Cultura
Capital terá mais de 20 eventos em comemoração aos 120 anos; confira
Cultura
Advogada de MS lança livro sobre defesa de adolescentes
Cultura
“Arte no Meu Bairro” leva Grupo Tradição ao Coophavila neste sábado
Cultura
Feira Central terá música ao vivo toda quarta
Cultura
CineFórum abre incrições na 2° edição do evento
Cultura
Reinaldo abre Festival de Inverno de Bonito nesta quinta
Cultura
Marcos e Belluti abrem o Festival do Sobá, em Campo Grande

Mais Lidas

Polícia
Polícia apresenta acusado de estupro e roubo no Jardim Carioca
Polícia
Família encontra jovem morto e suspeita é de suicídio
Polícia
Confusão em tabacaria da Moreninha termina em morte
Polícia
Rapaz é contatado por aplicativo para fazer corrida e desaparece