Menu
Busca sábado, 23 de março de 2019
(67) 99647-9098
TJMS março-19
Cultura

Exposição Melhores Momentos de Therezinha Mandetta Trad

11 novembro 2011 - 21h34Divulgação

Com a alegria e a ansiedade de quem espera um grande momento e a confiança de quem coloca em sua arte a verdade que vivencia, Therezinha Mandetta Trad, faz sua primeira grande exposição na Art Galeria Mara Dolzan.

A abertura ocorreu no dia 10 de novembro, às 20h e as obras serão expostas ao público até o dia 19 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h e aos sábados, das 9h às 12h.

Therezinha relembrou sua trajetória com a arte como uma longa e espontânea amizade. Antes mesmo dos três anos de idade, já gostava de colorir tudo à sua volta com seus crayons e aos doze anos, mais conduzida pelo autodidatismo e curiosidade, já contava com uma produção inicial.

O que antes parecia uma diversão infantil se mostrou um dom e a artista, utilizando o quadriculado, deu o primeiro passo para um trabalho mais elaborado. Mesmo com conhecimento técnico e teórico, aperfeiçoado com o tempo, a relação de Therezinha com a arte sempre se conduziu pela busca natural da expressão. Como não poderia ser diferente, o dia-a-dia se tornou sua maior inspiração para a pintura.

"Nunca tive uma classe especial de artes. Sou curiosa. Autodidata total. Gosto do desafio. Desde pequena, sempre gostei de rabiscar", justifica Therezinha Mandetta Trad.

Quando se casou, Therezinha se dividiu entre a família e o trabalho, lecionando e cuidando do lar. Esse foi o único período no qual se afastou da arte: o tempo, inicialmente curto, logo se esgotou, principalmente a partir do final de década de sessenta. Até o início dos anos noventa, a artista se especializou na área de educação, chegando ao mestrado, sempre ativa familiar e profissionalmente.

Logo no começo da década de noventa, com a mudança para Brasília (Distrito Federal), motivada pela eleição do marido, Nelson Trad, Therezinha se viu na expectativa de um recomeço. A mudança trouxe o contato com a artista plástica Beatriz Ribeiro, formada pela antiga Universidade Federal do Rio de Janeiro e com seu marido, o professor Milton Ribeiro. Logo, o contato se transformou em aulas de pintura que lapidaram ainda mais o talento da artista, nos moldes que os alunos da Universidade de Brasília recebiam.

Foram anos de prática, nos quais aprendeu várias técnicas que aumentaram a consistência do seu material artístico e que representaram uma retomada, quando a pintura recuperou seu espaço na vida de Therezinha.

Da retomada até a "Exposição Melhores Momentos", foi um caminho rápido. O dom encontrou a hora e a vez de chegar ao grande público, em uma exposição em que o tema central mostra que se trata de uma artista singular: o futebol brasileiro. Uma expressão da alegria nacional, mas também parte importante da vida de Therezinha. Sua vida familiar foi e é marcada pela paixão pelo esporte:

"Quando fui para minha lua de mel, minha primeira saída foi para assistir a um jogo do Santos contra o Botafogo. Quando os meninos eram pequenos, o Nelson fundou um time, com a estrelinha do Botafogo... Ah, era uma beleza... Eu tinha aquilo com meus filhos, achava lindo vê-los uniformizados", contou Therezinha Mandetta Trad.

A união da pintura e do futebol resultou nas obras da "Exposição Melhores Momentos". Nela, o público verá telas inspiradas nos times e ídolos do futebol, na alegria das torcidas, nas luzes e cores dos gramados. Uma proposta vibrante como o próprio esporte e instigante: para a marchand Mara Dolzan, o tema inusitado colabora para a ampliação do olhar sobre a pluralidade da arte. Mas se resta alguma dúvida sobre o tema da exposição, a artista tem uma resposta que deixa clara sua paixão pelo esporte: "Ora, mas quem não gostaria de ver o seu time sendo ovacionado? ".

A técnica empregada na produção das obras deu ainda mais movimento e textura à proposta: são óleos sobre tela espatulados. Neles, as tintas foram aplicadas sem solventes e com o uso de espátulas, o que conferiu ainda mais volume e densidade, principalmente aos pontos focais mais frequentes: as retratações do céu e das bandeiras dos times.

A exposição trará ainda outras obras de Therezinha sobre as belezas naturais de Campo Grande, bem como telas do artista convidado, Leonardo Autuori.

Serviço

A Art Galeria Mara Dolzan: Rua Teldo Kasper, 180 – Bairro Chácara Cachoeira. Mais informações com a marchand Mara Dolzan, pelo fone 67 3326-8679, e-mail [email protected] ou no site: www.galeriamaradolzan.com.br.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Em duas semanas, Top Circo leva mais de mil pessoas a espetáculo
Cultura
Sesc Morada tem samba, rock e MPB nas noites de happy hour
Cultura
Noite cultural na Esplanada Ferroviária lança semana do artesão
Cultura
Sesc Cultura terá estúdios de pintura e cerâmica
Cidade
Paróquia São José comemora 70 anos com quermesse e noite italiana
Cultura
Sesc Cultura tem cinema gratuito nesta semana
Cultura
Sesc promove oficina de arte contemporânea e cinema para crianças
Cultura
Com homenagem a Marielle Franco, Mangueira conquista carnaval no Rio
Cultura
Pela 1º vez, a Mancha Verde é campeã do carnaval de SP
Cultura
Carnaval 2019: Vila Carvalho é a campeã

Mais Lidas

Oportunidade
JBS tem 30 vagas em Campo Grande
Polícia
Adolescentes desaparecidas são encontradas em SP
Geral
Trabalhadores protestam contra reforma da Previdência
Opinião
Contemporaneidade ou pré-julgamento?