Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Cultura

Rock sem fronteiras de Dead Cow e Muchileiros são atração do Som da Concha

09 maio 2012 - 10h05André Patroni

O projeto Som da Concha, da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, reúne neste domingo (13) no palco da Concha Acústica do Parque das Nações Indígenas o rock sem fronteiras de Dead Cow e Muchileiros. Os shows começam a partir das 17h30, com entrada franca.

Ouvir o duo Dead Cow é como cruzar a BR-163 num mês de agosto. A sensação que permeia é a de se embebedar em uma cidade de beira de estrada, descobrir o amor em um boteco sujo e se despedir em mais uma das muitas rodoviárias empoeiradas. Mas no rastro de corações quebrados nem tudo é aridez.

Entre o country de gente como Johnny Cash, John Prine e Steve Earle e o folk dilanesco, Larissa Sayuri (violão) e Jean Albernaz (bateria) encontram espaço para a inocência de um pop que nunca mais foi feito desde que Buddy Holly morreu.

É fácil esquecer que ambos ainda tocam em outras bandas mais rápidas (Impossíveis), mais barulhentas (Dimitri Pellz) ou mais dançantes (Idis) ao ouvir o som do duo, que mescla sonoridades sessentistas marcantes.

Muchileiros é uma banda formada por jovens músicos que vivem a vida com espírito de aventura e fazem da sua paixão, a música, o seu meio de sobrevivência. O paraguaio Soria no vocal, violão, sopros e charango, Carlos Bagre no vocal e guitarra, Flávio Ottoni na bateria e Edinho no baixo levam ao palco um vasto currículo em sua bagagem, com excelente repertório de rock and roll e intensa integração com o público.

A banda conta com constantes participações em importantes eventos culturais do estado, como Festival de Inverno de Bonito, MS Canta Brasil e Festival da América do Sul, em Corumbá, sempre dividindo palco com artistas de renome nacional como Nando Reis, Zé Ramalho e Marcelo Camelo.

A banda tem como ideal divulgar seu trabalho autoral e as diversidades musicais que existem nas culturas de vários países, dando ênfase à musica latino-americana pouco divulgada no Brasil, assim como transmitir ideias inspiradas nas experiências, lembranças de viagens, aventuras,  lugares, amores, leituras e lembranças do cotidiano.

Som da Concha
O projeto é uma realização da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul em parceria com a Fundação Manoel de Barros, TV Brasil Pantanal e 104 FM Rádio MS e prevê apresentação de shows em domingos alternados.

A Concha Acústica Helena Meirelles fica no Parque das Nações Indígenas, na rua Antonio Maria Coelho, 6000. Outras informações pelo telefone (67) 3314-2030. A entrada para os shows é franca.

Via Notícias MS

Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Cidade
Parque das Nações deve reabrir dia 9 de outubro
Cidade
Procon suspende atividades de Auto Escola
Cidade
Anatel pode impedir ligações de telemarketing indesejadas no MS
Polícia
Vídeo: Oficial da Marinha morre afogado após gritar: "Eu já tenho a salvação!”