Menu
Busca domingo, 26 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Economia

Governo estuda congelar salário mínimo temporariamente

Medida poderia render economia em torno de R$ 36 bilhões

17 setembro 2019 - 12h55Vitória Ribeiro

Liderada pelo Ministro Paulo Guedes, a equipe econômica do Governo Federal estuda retirar da Constituição Federal a previsão de que o salário mínimo seja ajustado pela inflação. Com a medida, o salário mínimo permanecerá congelado por algum período.

A justificativa é a de que, em momento de grave desequilíbrio fiscal, como o atual, seja necessário que o piso nacional não seja alterado temporariamente. De acordo com os parlamentares e fontes da equipe econômica, esse congelamento poderia render uma economia em torno de R$ 36 milhões.

A Constituição atualmente prevê que é direito do cidadão ter acesso a um salário mínimo "com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo". Assim, o governo se vê obrigado a, todos os anos, recompor ao menos a inflação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Pequenos negócios devem aderir Simples Nacional até dia 31
Economia
Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 40 mi no sábado
Economia
Confiança do Consumidor recua 1,2 ponto em janeiro
Economia
Brasil e Alemanha assinam acordo de cooperação no setor agrícola
Economia
Mato Grosso do Sul é o maior exportador de tilápia do Brasil
Economia
Receita Federal recupera R$ 5,2 bilhões em dívidas de empresas
Economia
Com simplificação no processo, MS bate recorde em abertura de negócios
Economia
Campo Grande é campeã em novas empresas em 2019
Economia
Dólar sobe mais uma vez e fecha o dia a R$ 4,19
Economia
Refis segue até março com superdescontos

Mais Lidas

Polícia
Após denúncia, jovem é multada em R$ 1 mil por maus-tratos a cão
Geral
Astro do basquete, Kobe Bryant e filha morrem em acidente de helicóptero
Economia
Pequenos negócios devem aderir Simples Nacional até dia 31
Polícia
Jovem motociclista morre em colisão na avenida das Bandeiras na capital