Menu
Busca quarta, 24 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Longen anuncia criação de agenda para fomentar indústria do turismo

Presidente da Fiems esteve em encontro empresarial na cidade de Mundo Novo, onde falou sobre turismo

10 dezembro 2018 - 10h22Da redação com assessoria

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, anunciou a criação de uma agenda para desenvolver a indústria do turismo na região de Mundo Novo. A ação é resultado do “Encontro Empresarial e Fórum de Desenvolvimento”, realizado na sexta-feira (7) passada. O evento reuniu empresários e autoridades de Mundo Novo em comemoração aos 40 anos da Faems.

4,5 milhões de turistas passam todos os anos por Mundo Novo, o que chama a atenção do empresariado do setor.  A cidade fica localizada ao leste de MS, e faz fronteira com a cidade paraguaia de Salto del Guaira, além de fazer divisa com Guaíra, no estado do Paraná. Para Longen, o fluxo de turistas deve ser objeto de apoio da iniciativa pública e privada para que o potencial do município seja melhor explorado.

“Encontros como esse que a Faems promove, serve justamente para conhecermos e discutirmos oportunidades, e resultou em uma agenda de desenvolvimento. Acredito que a indústria do turismo tem um potencial enorme a ser explorado em todo nosso estado com a união das entidades que representam o setor produtivo local, vão conquistar uma série de ações para investir e desenvolver este segmento da economia”, afirmou.

Conforme a Associação Comercial e Industrial de Mundo Novo, antes da crise o número de turistas chegava a 6 milhões por ano. A justificativa para os dados é o fato de o município fazer fronteira com Salto del Guaira (PY), onde também existe um Shopping China, que comercializa mais do que a unidade de Pedro Juan Caballero (PY), na fronteira com Ponta Porã (MS). “O desafio é conseguir trazer o turista para cá e Mundo Novo deixar de ser um mero corredor de compras”, pontuou o presidente da Associação Comercial de Industrial de Mundo Novo, Julio Lucca.

No encontro, Longen apresentou aos empresários presentes o desempenho das indústrias instaladas na faixa de fronteira de MS e a contribuição do “Indústria Sem Fronteiras”, programa da Fiems para alavancar o desenvolvimento econômico e gerar emprego nestas localidades por meio do incentivo à instalação de empreendimentos de todo o país para fronteira. 

O presidente da Faems, Alfredo Zamlutti, afirmou que MS tem uma particularidade em relação aos demais estados. “Aqui as federações do setor produtivo trabalham alinhadas. Escolhemos Mundo Novo para comemorar os 40 anos da Faems porque esta é uma cidade que apresenta um potencial enorme, e estamos apostando aqui”, disse.

Titular da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck deixou uma mensagem de otimismo para os investidores. “O grande problema das políticas públicas são ‘os 4 anos de mandato’, pensadas para a duração do mandato. Mas a sociedade está começando a ter uma percepção de longo prazo e esta postura tende a mudar por parte do poder público”, disse.

Com uma palestra sobre como o trabalho conjunto do setor público e privado contribuem para o fomento da economia dos municípios, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico do Paraná, Silvio Barros, falou da importância de iniciativas que reúnam o setor produtivo. 

A vice-prefeita de Mundo Novo, Rosária Andrade, ressaltou o potencial do município. “Mundo Novo é a porta de entrada do estado, um município pujante. Mas também temos a humildade de reconhecer que ainda temos muito a crescer e, por isso, contamos com o apoio das federações, das ideias que saírem desse encontro, para que possamos evoluir cada vez mais”, disse.

Anfitrião do evento, o presidente da Associação Comercial de Industrial de Mundo Novo salientou a integração o setor empresarial da cidade tem com a fronteira. “Esse alinhamento entre MS, Paraná e o Paraguai é fundamental. Precisamos aproveitar esse fluxo de pessoas e consumidores para fazer crescer a economia da nossa cidade”, pontuou.

O recém nomeado superintendente regional do Banco do Brasil, Antonio Banhara, finalizou com as oportunidades de investimentos oferecidas pelo banco aos empresários. “Todo projeto, como este de desenvolvimento local promovido hoje pela Faems terá o apoio do Banco do Brasil”, pontuou, destacando o FCO empresarial. Também estavam presentes no evento da Faems o presidente do TRT/MS (Tribunal Regional do Trabalho), desembargador João de Deus, e o presidente da Famasul, Maurício Saito.

1/4 colchões

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Para cumprir meta, governo adotará “arrocho” de R$ 1 bilhão
Economia
Número de aprendizes cresce 13,6% no país entre janeiro e junho
Economia
71ª SBPC terá manifestações artísticas na Cidade Universitária
Economia
Abono salarial começa a ser pago na quinta-feira; confira calendário
Economia
Opção de saque do FGTS será "reversível", diz fonte do governo
Economia
Dois anos após reforma trabalhista, contribuição sindical cai 95%
Economia
Café com Negócios abordará construção de uma imagem pessoa de sucesso
Economia
Há 25 anos, Semalo é reflexo de superação no MS
Economia
Intenção de consumo das famílias tem queda de 1,7% em julho
Economia
Petrobras baixa gasolina em R$ 0,03

Mais Lidas

Polícia
Adolescente morre depois de ficar com pescoço preso em janela
Polícia
Pai arrecada R$ 1 mi para tratamento do filho e foge com valor
Polícia
Homem comete suicídio depois de tentar matar ex-mulher
Cultura
Marcos e Belluti abrem o Festival do Sobá, em Campo Grande