Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Governo - Feminicidio
Esportes

Dirigente do Comercial “detona” calendário e verba de TV

"Não adianta as equipes disputarem o campeonato em janeiro, fevereiro e março e ficarem o resto do ano paradas”

17 janeiro 2019 - 19h02Marcos Tenório

No próximo sábado é a estreia do Esporte Clube Comercial no Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol, a equipe enfrenta a Serc, de Chapadão do Sul.

De acordo com o presidente Valter Mangini, “o comercial entra sempre para ser campeão”, pois o nível dos jogadores que foram contratados não dá para pensar diferente. Ao todo serão 30 jogadores que farão parte do plantel, 22 contratados e oito garotos da base serão utilizados na competição estadual.

 Mangini se lembrou da eliminação da equipe no ano passado para o Corumbaense e criticou a forma como foi eliminado “um regulamento besta”, pois classificamos em segundo no grupo e o Carijó em terceiro no seu grupo, mas com um ponto a menos, e depois de dois empates o Colorado saiu competição. Aliviado Mangini diz que “esse ano não tem esse regulamento”.

O presidente também falou da dificuldade financeira pela qual o clube passa, e lembrou a média de público do campeonato passado, “foram 280 pagantes, exceto os jogos contra o Corumbaense e Operário, mas fora disso não dá 300 pagantes”.

Valter Mangini comentou a demorada para a liberação do estádio Morenão pelo Ministério Público, algo que acontece todos os anos e não sabe o motivo que da demora, mas isso “acaba desgastando o torcedor, que não sabe se vai ou não ao estádio”.

“O calendário estadual tem que ser nosso, não tem que acompanhar calendário brasileiro, pois não adianta as equipes disputarem o campeonato em janeiro, fevereiro e março e ficarem o resto do ano paradas”, afirma Mangini, que não está contente com a verba que é paga para o clube pela televisão “é muito pouco, ela [tv] paga R$ 15 mil pelo campeonato todo para cada clube”, algo que segundo o presidente, “não paga um jogo no Morenão”.

O dirigente questiona qual a necessidade de jogar quarta, sábado e quarta novamente, para daqui dois meses não ter campeonato. "Esse formato é para grandes times que estão em várias competições, não para quem disputa um campeonato único", detona o dirigente.

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Vídeo: Lucas Lima é flagrado em festa clandestinas e é cobrado por torcedores do Palmeiras
Esportes
Ministério da Saúde confirma 41 casos de covid-19 na Copa América
Esportes
Covid: 5 Jogadores da Venezuela escalados para Copa América testam positivo
Esportes
"Somos contra a organização da Copa América", criticam jogadores da Seleção em texto
Geral
STF pode barrar realização da Copa América no Brasil
Esportes
Copa América: jogadores farão testes de covid-19 a cada 48 horas
Esportes
Bolsonaro quer Renato Gaúcho e articula para a demissão de Tite
Esportes
Brasileirão: Águia Negra estreia hoje na Série D
Esportes
Seleção brasileira entra em campo contra o Equador nesta sexta
Esportes
Dória recua e veta Copa América em São Paulo

Mais Lidas

Polícia
Tio engravida sobrinha de 13 anos e tia tenta fazer aborto, mas criança nasce
Geral
Ciclista morre ao ser atropelado voltando do serviço
Geral
Agente penitenciário é mais uma vítima da Covid-19 na capital
Polícia
Pastor preso por estupro de adolescentes, já foi detido por violência doméstica