Menu
Menu
Busca quarta, 28 de fevereiro de 2024
Esportes

Dirigente do Comercial “detona” calendário e verba de TV

"Não adianta as equipes disputarem o campeonato em janeiro, fevereiro e março e ficarem o resto do ano paradas”

17 janeiro 2019 - 19h02Marcos Tenório    atualizado em 17/01/2019 às 19h38

No próximo sábado é a estreia do Esporte Clube Comercial no Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol, a equipe enfrenta a Serc, de Chapadão do Sul.

De acordo com o presidente Valter Mangini, “o comercial entra sempre para ser campeão”, pois o nível dos jogadores que foram contratados não dá para pensar diferente. Ao todo serão 30 jogadores que farão parte do plantel, 22 contratados e oito garotos da base serão utilizados na competição estadual.

 Mangini se lembrou da eliminação da equipe no ano passado para o Corumbaense e criticou a forma como foi eliminado “um regulamento besta”, pois classificamos em segundo no grupo e o Carijó em terceiro no seu grupo, mas com um ponto a menos, e depois de dois empates o Colorado saiu competição. Aliviado Mangini diz que “esse ano não tem esse regulamento”.

O presidente também falou da dificuldade financeira pela qual o clube passa, e lembrou a média de público do campeonato passado, “foram 280 pagantes, exceto os jogos contra o Corumbaense e Operário, mas fora disso não dá 300 pagantes”.

Valter Mangini comentou a demorada para a liberação do estádio Morenão pelo Ministério Público, algo que acontece todos os anos e não sabe o motivo que da demora, mas isso “acaba desgastando o torcedor, que não sabe se vai ou não ao estádio”.

“O calendário estadual tem que ser nosso, não tem que acompanhar calendário brasileiro, pois não adianta as equipes disputarem o campeonato em janeiro, fevereiro e março e ficarem o resto do ano paradas”, afirma Mangini, que não está contente com a verba que é paga para o clube pela televisão “é muito pouco, ela [tv] paga R$ 15 mil pelo campeonato todo para cada clube”, algo que segundo o presidente, “não paga um jogo no Morenão”.

O dirigente questiona qual a necessidade de jogar quarta, sábado e quarta novamente, para daqui dois meses não ter campeonato. "Esse formato é para grandes times que estão em várias competições, não para quem disputa um campeonato único", detona o dirigente.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Condenado por estupro, Robinho participa de churrasco no CT do Santos
Esportes
Presidente do Sport diz que punição pelo ataque ao Fortaleza é injusta
Esportes
Estádio Jacques da Luz recebe melhorias na iluminação e no campo de futebol
Esportes
Operário de Campo Grande estreia na Copa do Brasil 2024 nesta quarta-feira
Esportes
Condenado, Daniel Alves é removido das "lendas" no site do Barcelona
Esportes
Campeão mundial com o Flamengo em 1981, Marinho é agredido em Londrina
Esportes
JD1TV: Cristiano Ronaldo será investigado por 'gesto obsceno' na Arábia
Esportes
Brasil vence Itália e é hexa da Copa do Mundo de Futebol de Areia
Esportes
Liverpool vence Chelsea e conquista sua 10ª Copa da Liga Inglesa
Esportes
Seleção feminina de futebol se classifica na Copa Ouro após nova vitória

Mais Lidas

Vídeos
Vídeo: Travesti bate em jovem e tribunal a pune
Justiça
Ex-secretários de saúde de Glória de Dourados são condenados pelo TCE-MS
Geral
Mulher de 33 anos morre após se queimar fritando ovo em casa
Justiça
Camila Jara enfrenta batalha jurídica no TRE