Menu
Busca sexta, 18 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Sebrae - Portas Abertas
Esportes

Feijão ganha em SP e assume o número 1 do país

06 janeiro 2014 - 10h24Via Uol
Por quatro vezes, ele esteve a um ponto de ser eliminado logo na primeira rodada. Deu a volta por cima e, seis dias depois, João Souza, o Feijão, conquistou pela primeira vez o tradicional Aberto de São Paulo, o maior torneio de nível challenger do país. Controlando os nervos e com jogo variado, ele derrotou na final o colombiano Alejandro González, número 91 do ranking, por duplo 6/4.

O sétimo título de nível challenger da carreira - e o segundo em menos de três meses - lhe valeu o prêmio de US$ 18 mil, a volta ao número 116 do ranking e, de quebra, a inédita posição de brasileiro mais bem colocado no ranking internacional. Ele supera assim Thomaz Bellucci, que ainda não estreou na temporada, e Rogério Silva, que defendia o vice do ano passado e não competiu devido a contusão.

"Ser o 1 do Brasil agora é mais um número. O Thomaz vai achar seu melhor ranking com o tempo", admitiu, com humildade. "Mas ao mesmo tempo é um incentivo, acho que nós dois, como o Rogerinho, temos condição de fazer uma grande temporada. Não tem melhor maneira de começar o ano ganhando em casa um torneio de US$ 125 mil, espero que dê um impulso para o restante do ano".

Na partida contra González, um tenista que deve aparecer entre os top 80 no ranking desta segunda-feira, Feijão voltou a mostrar muita consistência no fundo de quadra e soube sair de situações delicadas, como os dois break-points que encarou no quarto game. Depois, quebrou e foi quebrado, mas continuou agressivo até tirar novamente o serviço do colombiano.

Com arquibancada superlotada, Feijão aproveitou o incentivo para novamente tomar a dianteira no segundo set e aí manteve a distância até chegar ao game final. "Foi um momento muito tenso, tive que salvar dois break-points e virei".

Emocionado, Feijão se jogou ao chão e passou a gritar "vamos" diversas vezes, pegando em seguida uma bandeira brasileira para mostrar agradecimento ao público paulistano. Ele havia planejado disputar o qualificatório para o Australian Open na próxima semana, mas a longa viagem e o difícil fuso horário o forçaram a desistir da tentativa.

Ricardo Acioly, treinador do tenista, destacou a evolução e o bom início de ano do tenista que, na primeira rodada, chegou a salvar quatro match-points antes de bater o americano Daniel Kosakowski por 4/6, 7/5 e 6/1: "No tênis tudo pode acontecer, Feijão poderia ter saído na primeira rodada, se safou e foi agarrando suas oportunidades partida a partida. Isso mostra que ele esta evoluindo, amadurecendo, tendo maior equilíbrio. Começar o ano assim anima bastante para seguir trabalhando duro", disse Acioly.

O título de duplas ficou com os alemães Gero Kretschner e Alexander Satschko, ao vencer de virada o colombiano Nicolas Barrientos e o dominicano Victor Estrella, por 4/6, 7/5 e 10-6.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Em emendas parlamentares, esporte de MS recebe R$ 1,64 milhão
Esportes
Vídeo: Corinthians é recebido com protesto pela torcida no aeroporto
Esportes
Vídeo - Neymar é expulso por dar tapa em jogador que o chamou de "macaco"
Esportes
Projeto Amigos do Parque volta neste final de semana
Esportes
Moreninha lll ganhará pista de skate e quadra de areia
Esportes
Messi se reapresenta ao Barcelona após tentativa frustrada de saída
Esportes
São Paulo e Fluminense se enfrentam pelo Brasileirão neste domingo
Esportes
Brasileirão deste sábado tem Flamengo, Corinthians e Santos
Esportes
Goleiros titular e reserva do Flamengo testam positivo para covid
Esportes
Com tentativa de rescisão fracassada, Messi continuará no Barcelona

Mais Lidas

Brasil
Ostentação: participante de festa em barcos de luxo joga notas de R$ 50 no mar
Geral
AO VIVO - Arara recebe pintura completa, mas ainda falta sangue no Hemosul
Geral
Mega-sena acumula e apostadores concorrem a R$ 36 mi no sábado
Polícia
Vídeo: homem ameaça esfaquear mulher e é imobilizado por policiais