Menu
Menu
Busca quarta, 28 de fevereiro de 2024
Esportes

Segunda edição da Maratona de Campo Grande é confirmada para julho deste ano

Prova terá percursos de 7 km e 21 km e versão kids para crianças de 3 a 13 anos

22 fevereiro 2023 - 19h11Pedro Molina     atualizado em 22/02/2023 às 21h49

A organização da Maratona de Campo Grande, prova de modalidade única em Mato Grosso do Sul, confirmou que a Capital sediará a segunda edição ainda este ano, em 2 de julho, com largada e chegada na Cidade da Maratona, que durante os dias 30 de junho até o início da corrida contará com atrativos para todo o público, competidor ou não.

“Este ano vamos realizar a Cidade da Maratona, um espaço inteiro com lojas, palestras, shows e com entrada franca. Além da corrida, o objetivo é ofertar conteúdo para as pessoas que queiram iniciar no esporte e para atletas amadores e profissionais de todas as idades, buscando a promoção da saúde em primeiro lugar. A Prefeitura de Campo Grande e o Governo de Mato Grosso do Sul são grandes parceiros da Maratona de Campo Grande e estão nos ajudando a viabilizar esse evento”, comentou Kassilene Cardadeiro, responsável pela organização do evento.

A prova contará com organização da H2O Ecoturismo e realização da Adac, e além da maratona também contará com percursos de 7 km e 21 km (meia maratona) para abranger todos os tipos de corredores, além de uma versão kids, para crianças de 3 a 13 anos.

“A Maratona de Campo Grande, pela forma como foi organizada em 2022, tem tudo para se tornar uma prova importante do calendário nacional, incentivando os atletas de MS, bem como atraindo atletas de fora do Estado, gerando um maior fluxo turístico na nossa capital. Apoiaremos em tudo que for possível, garantindo um evento de qualidade, fazendo com que os visitantes queiram voltar todo ano para a prova”, disse Marcelo Ferreira Miranda, titular da Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania (Setescc).

A primeira-dama de Mato Grosso do Sul, Mônica Riedel, que também é corredora, destaca o peso histórico da tradição das maratonas e a importância da realização de uma na Capital sul-mato-grossense.

“A maratona é uma prova emblemática entre as provas de corrida. Ela carrega um peso histórico, pois diz a lenda que Filipedes, guerreiro grego, correu 40 km entre as cidades de Maratona e Atenas, por volta de 490 a.C., para repassar urgentemente a notícia da batalha aos gregos que habitavam a cidade de Atenas. A realização de uma maratona em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, é motivo de orgulho, pois trata-se de um evento esportivo reconhecidamente importante no Brasil e no mundo entre os corredores, sejam eles profissionais ou amadores”, comentou.

A Maratona de Campo Grande ocorre nos altos da Afonso Pena, no dia 2 de julho, e contará, além da maratona, com programações e um evento na Cidade da Maratona. As inscrições para o evento são limitadas.

Maiores informações pelo Instagram @maratonacampogrande e pelo site oficial do evento.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Condenado por estupro, Robinho participa de churrasco no CT do Santos
Esportes
Presidente do Sport diz que punição pelo ataque ao Fortaleza é injusta
Esportes
Estádio Jacques da Luz recebe melhorias na iluminação e no campo de futebol
Esportes
Operário de Campo Grande estreia na Copa do Brasil 2024 nesta quarta-feira
Esportes
Condenado, Daniel Alves é removido das "lendas" no site do Barcelona
Esportes
Campeão mundial com o Flamengo em 1981, Marinho é agredido em Londrina
Esportes
JD1TV: Cristiano Ronaldo será investigado por 'gesto obsceno' na Arábia
Esportes
Brasil vence Itália e é hexa da Copa do Mundo de Futebol de Areia
Esportes
Liverpool vence Chelsea e conquista sua 10ª Copa da Liga Inglesa
Esportes
Seleção feminina de futebol se classifica na Copa Ouro após nova vitória

Mais Lidas

Vídeos
Vídeo: Travesti bate em jovem e tribunal a pune
Justiça
Ex-secretários de saúde de Glória de Dourados são condenados pelo TCE-MS
Geral
Mulher de 33 anos morre após se queimar fritando ovo em casa
Justiça
Camila Jara enfrenta batalha jurídica no TRE