Menu
Busca sexta, 24 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Esportes

Sem medo do tango argentino, Julio Cesar avisa: 'No final vai dar samba'

18 junho 2010 - 11h08Thiago Correa/Globoesporte.com

As atuações convincentes da Argentina nas duas primeiras rodadas da Copa do Mundo já começam a chamar a atenção da imprensa mundial. Porém, as vitórias dos hermanos sobre a Nigéria (1 a 0) e a Coreia do Sul (4 a 1) não preocupam o goleiro Julio Cesar. Para o camisa 1, no fim, a seleção brasileira vai levar a melhor como tem ocorrido nos últimos confrontos decisivos entre as equipes.

- É normal se perguntar muita coisa sobre a Argentina porque é um rival forte do Brasil. Quando se fala de Argentina se lembra do Brasil e vice-versa, mas tenho certeza que no final vai dar samba - disse o goleiro, ao ser questionado se o ritmo brasileiro levaria a melhor sobre o tango dos hermanos em um possível encontro entre as seleções na Copa do Mundo.

Na Era Dunga, o Brasil enfrentou a Argentina em quatro oportunidades. Foram três vitórias e um empate. Um desses triunfos aconteceu na Copa América de 2007, na Venezuela, quando a seleção bateu os hermanos por 3 a 0 e ficou com a taça. O único empate aconteceu em jogo válido pelas eliminatórias, no Mineirão, em Belo Horizonte (0 a 0).

Quando se fala de Argentina se lembra do Brasil e vice-versa, mas tenho certeza que no final vai dar samba"Julio Cesar, goleiro da seleção brasileiraAntes da chegada de Dunga, o Brasil levou a melhor em outros dois jogos decisivos contra os rivais. Na final da Copa América de 2004, no Peru, a seleção empatou no tempo normal com os argentinos por 2 a 2. Na decisão por pênaltis, Julio Cesar se consagrou ao pegar a cobrança de D´Alessandro, hoje no Internacional, e só observar a péssima finalização de Heinze.

Um ano depois, o Brasil goleou a Argentina por 4 a 1 na final da Copa das Confederações e ficou com o título. Adriano, que ficou fora da lista de convocados por Dunga, marcou duas vezes e foi eleito o melhor jogador da competição. Mesmo com todo o retrospecto favorável, Julio Cesar prega respeito aos rivais.

- A Argentina tem sempre que ser respeitada pelos jogadores que tem, pela seleção que tem - afirmou o goleiro brasileiro.

O camisa 1 ainda aproveitou para elogiar o bom momento vivido por Lionel Messi. Segundo Julio Cesar, o desempenho do argentino já era esperado por tudo o que ele fez na última temporada.

- O Messi pode desequilibrar uma partida. Todo mundo sabe o que ele pode fazer, principalmente pelo que vinha apresentando em seu clube. Ele começou muito bem a sua participação na Copa do Mundo - analisou o goleiro.

Neste domingo, às 15h30m (horário de Brasília), a seleção vai enfrentar a Costa do Marfim, no Soccer City, em Joanesburgo. O Brasil lidera o Grupo G, com três pontos. Ao lado de Portugal, os africanos ocupam a segunda posição, com um. A Coreia do Norte está em último lugar. *G1.com.br

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Operário do MT desiste de Bruno depois de perder patrocinadores
Esportes
Laudo de vistoria para a liberação do Morenão está finalizado
Esportes
Seleção masculina de handebol estreia no Torneio Centro Sul-Americano
Esportes
Real Madrid e Flamengo anunciam transferência de Reinier
Esportes
Reforma do Guanandizão poderá ficar pronta em abril
Esportes
PM não aprova reforma e Morenão continua interditado
Esportes
Neymar quer jogar Copa América e Olimpíadas em 2020
Esportes
Judoca do MS conquista bicampeonato Parapan-Americano
Esportes
Águia Negra e Aquidauanense disputarão título na Copa do Brasil por MS
Esportes
Vila Nasser receberá projeto Férias no Parque na segunda-feira

Mais Lidas

Economia
Confiança do Consumidor recua 1,2 ponto em janeiro
Geral
PMA captura sucuri de 7 metros em central hidrelétrica
Geral
"Amor não escolhe", diz Eduardo Costa sobre relações com menores
Geral
Com chuvas intensas, Rio Aquidauana está quase em nível de alerta