Menu
Busca terça, 31 de março de 2020
(67) 99647-9098
TJMS topo
Esportes

Sem medo do tango argentino, Julio Cesar avisa: 'No final vai dar samba'

18 junho 2010 - 11h08Thiago Correa/Globoesporte.com

As atuações convincentes da Argentina nas duas primeiras rodadas da Copa do Mundo já começam a chamar a atenção da imprensa mundial. Porém, as vitórias dos hermanos sobre a Nigéria (1 a 0) e a Coreia do Sul (4 a 1) não preocupam o goleiro Julio Cesar. Para o camisa 1, no fim, a seleção brasileira vai levar a melhor como tem ocorrido nos últimos confrontos decisivos entre as equipes.

- É normal se perguntar muita coisa sobre a Argentina porque é um rival forte do Brasil. Quando se fala de Argentina se lembra do Brasil e vice-versa, mas tenho certeza que no final vai dar samba - disse o goleiro, ao ser questionado se o ritmo brasileiro levaria a melhor sobre o tango dos hermanos em um possível encontro entre as seleções na Copa do Mundo.

Na Era Dunga, o Brasil enfrentou a Argentina em quatro oportunidades. Foram três vitórias e um empate. Um desses triunfos aconteceu na Copa América de 2007, na Venezuela, quando a seleção bateu os hermanos por 3 a 0 e ficou com a taça. O único empate aconteceu em jogo válido pelas eliminatórias, no Mineirão, em Belo Horizonte (0 a 0).

Quando se fala de Argentina se lembra do Brasil e vice-versa, mas tenho certeza que no final vai dar samba"Julio Cesar, goleiro da seleção brasileiraAntes da chegada de Dunga, o Brasil levou a melhor em outros dois jogos decisivos contra os rivais. Na final da Copa América de 2004, no Peru, a seleção empatou no tempo normal com os argentinos por 2 a 2. Na decisão por pênaltis, Julio Cesar se consagrou ao pegar a cobrança de D´Alessandro, hoje no Internacional, e só observar a péssima finalização de Heinze.

Um ano depois, o Brasil goleou a Argentina por 4 a 1 na final da Copa das Confederações e ficou com o título. Adriano, que ficou fora da lista de convocados por Dunga, marcou duas vezes e foi eleito o melhor jogador da competição. Mesmo com todo o retrospecto favorável, Julio Cesar prega respeito aos rivais.

- A Argentina tem sempre que ser respeitada pelos jogadores que tem, pela seleção que tem - afirmou o goleiro brasileiro.

O camisa 1 ainda aproveitou para elogiar o bom momento vivido por Lionel Messi. Segundo Julio Cesar, o desempenho do argentino já era esperado por tudo o que ele fez na última temporada.

- O Messi pode desequilibrar uma partida. Todo mundo sabe o que ele pode fazer, principalmente pelo que vinha apresentando em seu clube. Ele começou muito bem a sua participação na Copa do Mundo - analisou o goleiro.

Neste domingo, às 15h30m (horário de Brasília), a seleção vai enfrentar a Costa do Marfim, no Soccer City, em Joanesburgo. O Brasil lidera o Grupo G, com três pontos. Ao lado de Portugal, os africanos ocupam a segunda posição, com um. A Coreia do Norte está em último lugar. *G1.com.br

 

Assembleia - Mais ALEMS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Olimpíada de Tóquio é remarcada para julho de 2021
Esportes
Jorge Jesus chega a Portugal e se irrita com jornalistas
Esportes
Coronavírus: Olimpíada de Tóquio é adiada por até um ano
Esportes
Presidente do Grêmio Romildo Bolzan testa positivo para coronavírus
Esportes
Em nota, COB defende Jogos Olímpicos em 2021
Esportes
Coronavírus: Campeonato internacional de vôlei é adiado na capital
Esportes
O “Cowboy de Aço” fatura medalha de ouro em competição nacional
Esportes
Sul-Mato-Grossense terá Comerário nas quartas de final
Esportes
Copa Assomasul tem sequência neste fim de semana
Esportes
Corrida “Ninguém Segura essa Mulher” acontece neste sábado

Mais Lidas

Brasil
Senado aprova projeto que prevê R$ 600 mensais a trabalhadores informais
Política
TJMS destina R$ 570 mil no combate ao coronavírus
Política
Após tratamento do coronavírus, Nelsinho participa de votação remota
Geral
Coronel David ganha no TRE e pode mudar de partido sem punição