Menu
Busca quarta, 21 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Apreendido material arqueológico de MS negociado pela internet por R$ 50 mil

11 abril 2011 - 15h59Divulgação

Em Campo Grande foi apreendido um material arqueológico que estava sendo negociado em um site de compra e venda pela internet, ao valor de cerca de R$ 50 mil.

Segundo a Polícia Federal, os agentes apreenderam uma "pedra de raio", forma popular como é conhecida o "machado de pedra polida", após receber denúncia do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) de Campo Grande sobre a comercialização.

A.A.S., de 27 anos, funcionário da empresa responsável pelas obras de contenção às enchentes do córrego Prosa, informou que encontrou, há duas semanas, o material arqueológico no canteiro da obra localizada na Avenida Via Park, próximo à Avenida Mato Grosso, no bairro Santa Fé.

De acordo com a PF, a comercialização, em território nacional, de bens arqueológicos obtidos em dissonância com as normas do Iphan configura o crime de usurpação de bem da união, com pena de detenção de 1 a 5 anos e multa.

Com informações da Agência Estado e G1.

Prefeitura - Niver CG

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Detran quer romper com empresa que desligou radares no estado
Geral
Reforma deve conter déficit previdenciário e melhorar a economia, diz advogado
Geral
Ex-delegado morre atropelado pelo próprio veículo
Geral
Município do MS ficará sem água na sexta-feira
Geral
Com salário de até R$ 2,6 mil prefeitura abre seleção para assistência social
Geral
Presidente da Anoreg apoia projeto habitacional no Hotel Campo Grande
Geral
Aeroporto da capital opera com um cancelamento
Geral
"Exitosa", diz Coronel David sobre ação com sequestrador morto
Geral
Servidor público comete suicídio com cinto
Geral
Veículo capota durante transporte de pacientes para hemodiálise

Mais Lidas

Polícia
Rapaz de 18 anos é preso após dormir com namorada de 11 anos
Geral
Servidor público comete suicídio com cinto
Brasil
Vídeo mostra momento em que sequestrador é executado pelo BOPE
Polícia
Antes de suicídio, PM desabafa em carta de despedida