Menu
Busca quinta, 17 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Bebê nasce com franja branca

Criança tem piebaldismo, que causa uma desordem na produção da melanina, o pigmento que dá cor à pele

13 dezembro 2018 - 16h53Da redação com informações G1

A bebê Mayah Aziz Oliveira está fazendo o maior sucesso, e tudo começou na sala de parto, ainda na maternidade onde nasceu, em Belo Horizonte. “Ela está com luzes no cabelo”, falou o cirurgião, assim que a criança apareceu.

“Quando veio o meu xeroquinho foi muito legal”, contou a publicitária e produtora de eventos Talyta Youssef, 40 anos, mãe da criança. As duas têm piebaldismo, que causa uma desordem na produção da melanina, o pigmento que dá cor à pele.

A mãe da criança disse que foi um “reboliço” no Hospital Sofia Feldman já nos primeiros minutos da vida de Mayah, que completa 23 dias nesta quinta-feira (13).

E já na maternidade vieram as câmeras, celulares e os holofotes. “Lá na maternidade, as pessoas já começaram a tirar foto dela, e a visitar. Eu fiquei quatro dias internada e aí as enfermeiras, o pessoal da limpeza, o pessoal da equipe do Sofia, começaram a ir visitar e a tirar foto. Aí essas fotos já começaram a rodar”, disse Talyta.

Talyta relatou que sofreu bullying na infância e na adolescência por causa do piebaldismo e que só começou a se relacionar bem com a mecha já na fase adulta, com uns 25 anos.

“Foi bem na fase adulta que eu entendi que isso poderia ser legal, principalmente a do cabelo. A do cabelo foi um pouco antes que eu percebi que ser diferente seria legal. Eu era única. E aí eu comecei a usar isso ao meu favor. E aí eu comecei a virar o jogo pra mim. E eu acho muito interessante isso ser a ferramenta que faz as pessoas terem ternura por ela”, destacou.

De acordo com Ana Cláudia, é muito importa proteger a área com filtro solar ou um boné, um chapéu. “Lembrar de proteger muito a área do triângulo, porque aquela área não tem pigmento, não tem proteção contra a queimadura solar”, destacou.

Certamente, a mãe da Mayah não terá dificuldades para cuidar da bebê. O piebaldismo acompanha a família há algumas gerações. O avô, uma tia e a mãe da Talyta tinham a mecha característica.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
UEMS e PM realizam primeiro encontro do Proerd
Geral
Economista do agronegócio Geraldo Melo assumirá Incra
Geral
Aeroporto atua sem cancelamentos e atrasos nesta manhã
Geral
PIS/Pasep: Caixa e BB começam nova fase de pagamento
Geral
Criança tem parte do pênis amputado em cirurgia de fimose
Geral
Prevenção ao abuso sexual infantil se torna lei nas escolas da capital
Geral
Vídeo - Léo Santana é barrado na Smart Fit da capital
Geral
Vídeo - Negligentes, motociclistas aumentam número de vítimas no trânsito
Geral
UEMS abre incrições de concurso para vagas de nível médio e superior
Geral
Aprovados no processo seletivo para merendeiros são convocados

Mais Lidas

Geral
Vídeo - Léo Santana é barrado na Smart Fit da capital
Política
Sem André, MDB deve minguar em 2020
Polícia
Cansada de agressões, mulher mata e arranca o pênis do marido
Polícia
Homem comete triplo homicídio porque teriam zombado da "coragem" dele