Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Geral

Bebê nasce com franja branca

Criança tem piebaldismo, que causa uma desordem na produção da melanina, o pigmento que dá cor à pele

13 dezembro 2018 - 16h53Da redação com informações G1

A bebê Mayah Aziz Oliveira está fazendo o maior sucesso, e tudo começou na sala de parto, ainda na maternidade onde nasceu, em Belo Horizonte. “Ela está com luzes no cabelo”, falou o cirurgião, assim que a criança apareceu.

“Quando veio o meu xeroquinho foi muito legal”, contou a publicitária e produtora de eventos Talyta Youssef, 40 anos, mãe da criança. As duas têm piebaldismo, que causa uma desordem na produção da melanina, o pigmento que dá cor à pele.

A mãe da criança disse que foi um “reboliço” no Hospital Sofia Feldman já nos primeiros minutos da vida de Mayah, que completa 23 dias nesta quinta-feira (13).

E já na maternidade vieram as câmeras, celulares e os holofotes. “Lá na maternidade, as pessoas já começaram a tirar foto dela, e a visitar. Eu fiquei quatro dias internada e aí as enfermeiras, o pessoal da limpeza, o pessoal da equipe do Sofia, começaram a ir visitar e a tirar foto. Aí essas fotos já começaram a rodar”, disse Talyta.

Talyta relatou que sofreu bullying na infância e na adolescência por causa do piebaldismo e que só começou a se relacionar bem com a mecha já na fase adulta, com uns 25 anos.

“Foi bem na fase adulta que eu entendi que isso poderia ser legal, principalmente a do cabelo. A do cabelo foi um pouco antes que eu percebi que ser diferente seria legal. Eu era única. E aí eu comecei a usar isso ao meu favor. E aí eu comecei a virar o jogo pra mim. E eu acho muito interessante isso ser a ferramenta que faz as pessoas terem ternura por ela”, destacou.

De acordo com Ana Cláudia, é muito importa proteger a área com filtro solar ou um boné, um chapéu. “Lembrar de proteger muito a área do triângulo, porque aquela área não tem pigmento, não tem proteção contra a queimadura solar”, destacou.

Certamente, a mãe da Mayah não terá dificuldades para cuidar da bebê. O piebaldismo acompanha a família há algumas gerações. O avô, uma tia e a mãe da Talyta tinham a mecha característica.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Igreja Universal poderá ter data comemorativa em MS
Geral
Universidades poderão produzir equipamentos de combate ao coronavírus
Geral
Dólar sobe com escalada de tensões entre China e Estados Unidos
Geral
Estado paga servidores no dia 4 e capital dia 5
Geral
Turma da Mônica lança máscaras com personagens e faz doações a cada venda
Geral
Caixa paga parcela dos novos aprovados no auxílio emergencial nesta sexta
Geral
Vídeo - Atriz da Globo é acusada de roubo em farmácia e desabafa no Instagram
Geral
Agências da Caixa abrirão no sábado para saques do auxílio
Geral
Carrefour é autuado por vender mais de 50 produtos vencidos
Geral
Felipe Dylon elogia governo e diz que "Bolsonaro tem uma pegada boa"

Mais Lidas

Brasil
Weintraub fica calado em depoimento a PF
Cultura
“Tamojunto” fará ação solidária recebendo alimentos por chopp
Educação
Defensoria diz que 269 escolas já aderiram plano de redução de mensalidades
Oportunidade
UFMS abre inscrições para especialização Gestão em Segurança Pública